Crítica: The Evil Dead - A Morte do Demônio (1982) - Sessão do Medo

26 de abril de 2012

Crítica: The Evil Dead - A Morte do Demônio (1982)


Se ao perguntar a um suposto fã do gênero terror se ele conhece ou gosta do filme The Evil Dead e o sujeito responder que não, uma coisa é certa: Fulano não gosta ou não sabe nada do gênero terror. The Evil Dead - A Morte do Demônio é sem dúvida um dos melhores filmes de terror já feitos e que mesmo  tendo envelhecido um pouco depois de tantos anos ainda tem um charme que não é mais visto nos filmes de terror atuais.

O filme foi feito em 82 e é uma prova de que não precisa ter muita grana para se fazer um bom filme. Sam Raimi e os produtores tinham pouquíssimo dinheiro, mas muita criatividade e boa vontade e mesmo com a restrições no orçamento e a produção limitada formada por cineastas jovens e inexperientes criaram um dos maiores filmes de terror de todos os tempos.


A história segue um grupo de 5 amigos que vão passar o fim de semana em uma cabana nas montanhas. O grupo é formado pelo casal Scott e Shelly, Ash e a namorada Linda e Sharon, que é irmã do Ash. A tal cabana fica afastado da civilização, localizada no topo de uma montanha com um enorme bosque em volta. O único jeito de entrar e sair do local é por meio de uma ponte que está caindo aos pedaços. O  grupo chega na cabana e não notam nada de estranho, a não ser por Sharon que escuta sussurros na floresta e vê o relógio parar de repente (homenagem a O Exorcista?!) , além de desenhar o livro dos mortos sem saber como desenhou. Ao ouvirem um barulho no porão Scott e Ash descem até lá e vão ver se tem algum animal lá embaixo, acabam achando um gravador, uma adaga e um estranho livro (O mesmo que a Sharon tinha desenhado minutos antes), eles levam o gravador e passam a gravação em que um professor diz ter encontrado um livro em uma escavação nas ruinas de Kandar e depois de estudar e traduzir o livro Necronomicon, descobriu que o livro foi feito para evocar demônios adormecidos no bosque e as palavras escritas são um meio dos demônios possuírem os vivos.

O grupo escuta as palavras e despertam algo na floresta. A única que leva a sério é a Sharon, que fica zangada com Scott por ter passado a gravação contra a vontade dela. Mais tarde sozinha no quarto Sharon escuta uma voz chamando por ela no bosque e a moça vai lá ver (esperta pra caralho!). Ela vai andando pelo bosque e perguntando: "Tem alguém ai?!" Para surpresa tanto da Sharon quanto do público algo aparece de repente e começa a derrubar as arvores do bosque que também ganham vida e estupram Sharon (!) Isso mesmo!!As arvores descem a lenha na moça!!! hehehehe. Sam Raimi é ousado e criativo nessa cena, pra começar pelos sons que ele usa. Sons assustadores de fazer inveja nas produções atuais e ao mostrar algo se aproximando do ponto de vista da "coisa", fazendo bom uso da câmera pra assustar e criar tensão na cena, além da ótima cena da floresta descendo a lenha na Sharon (que parece que gostou hehehehe). Depois da rapidinha ela sai correndo com a demônio correndo atrás e derrubando as arvores da floresta. Essa cena é tão bem feita que eu fico impressionado como Sam Raimi conseguiu a proeza de fazer uma cena espetacular dessas com um orçamento tão limitado como desse filme.  Depois de chegar na cabana Sharon conta pro resto do grupo que foi atacada pelo bosque e que quer sair daquele lugar, ninguém acredita nela, mas o irmão Ash ao ver o estado de nervosismo da Sharon decide levar ela para a cidade. Os dois seguem de carro até chegarem a ponte que é o único jeito de sair do local, mas para o azar deles a ponte foi destruída e eles ficam sem saida. Os dois voltam para a cabana e Sharon é possuída por um dos demônios numa das muitas cenas espetaculares do filme, ela ataca todos na cabana e consegue ser detida por Scott que consegue jogar ela no porão e trancar ela lá embaixo. Um por um eles vão sendo possuídos pelos demônios, restando apenas um que tem que enfrentar o grupo de zumbis demôniacos.



Assisti esse filme na época de ouro do VHS e foi uma experiência única que a molecada de hoje nunca vai entender. Boa parte do terror do filme se perdeu com o tempo, mas o charme do filme continua intacto, charme esse que foi contribuição do baixo orçamento da produção que deu um aspecto visceral, cru e grotesco ao filme. O filme também combina terror com humor de forma satisfátória, funcionando em conjunto, coisa difícil de se ver.



Se tem uma coisa em que o filme deixa a desejar são apenas alguns aspectos técnicos como maquiagem que tem hora que tá boa e tem hora que tá péssima. Se tivessem um pouco mais de cuidado nessa parte acho que boa parte do terror perdido estaria presente até hoje. O VHS do filme era muito escuro, isso ajudava a esconder algumas imperfeições e deixava o filme no tom certo, já em DVD e Blu-ray várias das imperfeições são aparentes, camaras fora de foco, iluminação errada, maquiagens mal feitas, mãos de borracha. A cena que a Sharon pega um lápis pra furar o pé da Linda é risível como é mal feita a luva rasgada pra simular a mão dela possuída. Nenhum desses defeitos chegam a tirar o mérito do filme, mas se  fossem reparados traria uma melhora.

O filme tem um charme que carece nos filmes de hoje em dia, o tipo de filme que não se faz mais no dias de hoje. Gosto das soluções que o roteiro toma. Num filme de hoje se um grupo de pessoas fosse possuido, o resto do grupo ia recorrer ao exorcismo, já nesse o único jeito de acabar com eles é cortando os possuidos e deixando eles em pedaços. Tem como ser mais foda que isso?!


Fico até pensando como o tal remake que tá vindo ai poderia ser igualar ao original, acho que é imposssivel. Seria bom se os produtores responsáveis desistissem da idéia e em vez de um remake fizessem um prequel que contasse a história da descoberta do livro e a história do professor que teve que matar a mulher possuída, seria uma oportunidade de agradar os fãs do filme original ao mostrar o começo da história em vez de refazer a mesma.

Um curiosidade é que assim como O Massacre da Serra Elétrica e A Hora do Pesadelo, A Morte do Demônio só foi lançado no Brasil depois da continuação, com o título Uma Noite Alucinante I: Como tudo Começou. Depois foi re-intitulado como The Evil Dead: A Morte do Demônio na época em que grande parte dos filmes de terror lançados aqui no Brasil tinha o título original e um subtitulo,  tipo Scanners: Sua Mente pode Destruir, Hellraiser: O Renascido do Inferno, Creepshow: O Show dos Horrores...

Tinha na minha coleção o VHS da Look Filmes que tinha a imagem  muito escura, mas que deixava o filme bem mais sombrio e no tom certo. O DVD lançado pela NBO a mais de 10 anos atrás teve uma restauração na imagem, que foi clariada e limpada, perdeu boa parte da granulação do 16mm e ganhou um som 5.1 bacana para um filme dessa época. O DVD preserva o aspecto original da tela, sendo o mesmo exibido no VHS 4x3, como extra vem uma biografia do diretor Sam Raimi e do Ator Bruce Campbell, além de um video de 15 minutos com cenas de bastidores e o trailer original do filme.



Recentemente foi lançado pela Sony o Blu-Ray de A Morte do Demônio, uma edição bem bacana que vai agradar os fãs do filme, com vários extras maneiros, entre eles a seleção de Picture in Picture que mostra a influencia do filme em cineastas da atualidade como Eli Roth de O Albergue e Cabana do Inferno e Alexandre Aja de Alta Tensão e Viagem Maldita, Eric Kripke da série Supernatural e Stuart Gordon que dispensa apresentações. Um extra bacana também é um documentário de 1 hora sobre o filme com curiosidades e depoimentos dos atores e produtores, Bruce Campbell e Sam Raimi fazem falta no documentário. Tem outros também que eu ainda não confereri. A imagem tá bem definida, mas com excesso de granulação, não sei se é do filme por ter sido gravado em 16mm ou do Blu-Ray que pode ter tido uma trasferência ruim de imagem. O som tá excelente em DTS-HD e com uma dublagem boa. Além do recurso BD-Live. Um Blu-Ray feito para os fãs.

Se você que estiver lendo nunca viu esse filme, não sabe o quê está perdendo. Então "Junte-se a nós" e conheça um dos maiores filmes de terror de todos os tempos.

Postado por: Marcelo

11 comentários:

  1. Renata5/01/2012

    Puta filme legal pra caralho!

    ResponderExcluir
  2. Alice M#5/02/2012

    Eu sou apaixonada p/esse vi, já vi inumeras vezes!!!
    muuuuito perfeito, posso te dizer que é meu preferido!! (:

    ResponderExcluir
  3. No remake seria legal se o ator que interpretasse o Ash fosse o Ryan Reinolds, acho que com base nos papéis que ele já fez até hoje, seria o melhor para este cargo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, mas o remake não vai ter o Ash. Os produtores devem ter se dado conta que o Bruce Campbell seria quase insubstituível por outro ator e preferiram não usar o personagem nessa nova versão. Ryan Reynolds mandou bem no remake do Horror em Amityville.

      Excluir
  4. EU QUERIA ENTENDER O QUE FOI QUE VIRAM DE TÃO BOM NESSE FILME, EU FICO ME PERGUNTANDO MAIS ATÉ HOJE EU SEI, SOU FÃ DE CARTEIRINHA DO SAM RAIMI PORÉM ESSE É SEM DUVIDA NENHUMA O PIOR FILME DELE, FALARAM TANTO QUE ME BATEU UMA CURIOSIDADE MAIS QUEBREI A CARA, MAIS NÃO VOU NEM FALAR DELE PQ FALARAM TÃO BEM NOS COMENTÁRIOS AI ACIMA, QUE FICA HUMILHANTE PRA ELES(KKKKKKKKKK) DISCORDAR DE TUDO DO QUE ESCREVERAM E DA CRITICA QUE FIZERAM.
    A UNICA COISA QUE CONCORDO É ESSA "Se ao perguntar a um suposto fã do gênero terror se ele CONHECE ou gosta do filme The Evil Dead e o sujeito responder que não, uma coisa é certa: Fulano não gosta ou não sabe nada do gênero terror. ", SE POR VENTURA

    ResponderExcluir
  5. Filme clássico demais, curto pra caralho a morte do demônio, Ash é foda, na verdade o Bruce Campbell é foda, nos 3 evil dead, ele dá show como ator. Basta ver o 2 e o 3 que ele passa boa parte dos filmes contracenando com ele mesmo, sua mão, miniaturas de Ash, fantástico. Comprei o BD da morte do demônio com gosto, muitos extras e imagem e som foda.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo4/07/2013

    AVISO: nao comam nada esquanto o filme estiver rolando

    ResponderExcluir
  7. Anônimo4/14/2013

    um dos melhores filmes que ja vi de terror. tudo excelente para a época. os efeitos visuais sem computação grafica foram ótimos. pena que as continuaçoes desejaram muito

    ResponderExcluir
  8. muito bommmmmmmmmm!!!!amo esse filme!!

    ResponderExcluir
  9. Anônimo10/11/2013

    Tava comendo uma buchada de bode com arroz e assistindo evil dead pra abrir o apetite...

    ResponderExcluir