Falta de criatividade pode ser algo bom? - Sessão do Medo

6 de abril de 2012

Falta de criatividade pode ser algo bom?

A maioria das pessoas comentam que a falta de criatividade é um problema em Hollywood atualmente, principalmente no genêro terror. Mas a falta de criatividade é realmente uma coisa ruim?! Se analisarmos o rock por exemplo foi criado com base em cópias. Um artista ou banda criava um gênero e o outro copiava e assim o rock evoluiu com vários estilos. O mesmo acontece com o terror, alguém cria um filme inovador e vários outros são criados com base nele. A Noite dos Mortos-Vivos de George Romero revolucionou o subgenêro Zumbi, que até então eram retratados no cinema como múmias que não mordiam e eram completamente sobrenaturais, feitos por mágia negra. Romero criou a idéia de tornar os zumbis perigosos, cadáveres canibais que passavam uma doença para quem era mordido, algo que deve ter sido inspirado no subgênero de Vampiros. O subgênero zumbi é um dos mais amados pelos fãs do gênero e foi feito com base no filme do Romero. Depois do filme lançado, os italianos pegaram uma carona no filme do Romero e criaram seus zumbis italianos com o mesmo estilo de A Noite dos Mortos-Vivos. Depois disso vieram vários outros filmes de zumbi nos Estados Unidos, todos inspirados no clássico A Noite dos Mortos-vivos. A falta de criatividade deu espaço para a inspiração que muitos consideram simples cópias, mas se não fosse por essas cópias não teríamos esse subgênero e vários outros.

O slasher foi outro subgênero  que foi inspirado em filmes como Halloween, Banho de Sangue, Natal Negro e vários outros no fim dos anos 70. O tipico filme de assassinos em série que matam pessoas sem motivo aparente. Além dos slashers outro gênero que dominou os anos 80 foram os filmes sobrenaturais, boa parte adaptações dos contos de Stephen King, gerando vários clássicos como O Iluminado, Cemitério Maldito, Colheita Maldita, Christine O Carro Assassino entre outros. Mais um ponto para a falta de criatividade.

Nos diais atuais o quê mais se vê são remakes e found fotage. O found fotage teve inicio com o filme Cannibal Holocaust, filme que deve ter inspirado A Bruxa de Blair que deu força a Atividade Paranormal e vários outros nos dias de hoje. Remakes dividem opiniões alguns adoram outros odeiam, em alguns casos o remake que é cópia do original consegue ser melhor do que o filme em que se inspira. O Enigma do Outro Mundo, A Mosca, Horror em Amityville, Viagem Maldita entre outros são exemplos de bons remakes.

Alguns clássicos do terror foram criados com base em inspiração e cópia de outros filmes. Halloween foi inspirado em Psicose e Natal Negro e Sexta-Feira 13 em Banho de Sangue e Halloween. Tem também alguns filmes que pegam carona no sucesso do outro tipo A Profecia que mesmo com a originalidade do enredo pegou uma carona em O Exorcista que também criou outros bons filmes menos conhecidos pelo grande público.


Já vi criticos comentando que o terror está decadente pela falta de criatividade, pura bobagem. Essa década e a anterior, mesmo com milhares de remakes criaram alguns clássicos


A pergunta é: A falta de criatividade é algo ruim? A maioria dos clássicos do terror foram feitos com base em inspiração e cópia de outros filmes. Enquanto filmes que tentam inovar não caem no gosto do público. O terror assim como rock é feito de estilos e estilos são feitos por meio de imitação, cópia e inspiração. Tudo isso é feito pela falta de criatividade.

Um comentário:

  1. Anônimo12/10/2012

    Concordo inteiramente. A história do Romeu e Julieta já existe á centenas de anos mas, ainda hoje gostamos de amores proibidos. Seija qual for o género, o que conta é a maneira como é feito e contado.



    Tubarão (Portugal)

    ResponderExcluir