Supernatural: Uma Jornada pelas Estradas do Inferno - Sessão do Medo

28 de setembro de 2012

Supernatural: Uma Jornada pelas Estradas do Inferno


Desde que foi anunciada no fim de 2005 a série Supernatural despertou meu interesse, a ideia de explorar lendas urbanas e fazer histórias de terror semanais parecia bem bacana. Não esperava grande coisa da série e nem esperava que durasse tanto tempo. Antes dela conhecia apenas Night Visions e a mini-série Kingdom Hospital, ambas eram boas, mas não foram além da segunda temporada e foi isso que eu esperava dessa série, felizmente a série surpreendeu e foi muito melhor do que eu esperava, tanto na qualidade da produção como nos enredos e a forma como é contada e conduzida a história.


A série começa em 1982 e mostra uma família, um Pai (John Winchester) uma Mãe (Mary Winchester) e os  dois filhos pequenos (Sam e Dean). No meio da noite Mary ouve um barulho vindo do quarto do Bebê e decide ir ver, John escuta os gritos de Mary no quarto, corre até lá e a encontra pendurada no teto pegando fogo. A casa inteira é incendiada, mas John consegue salvar os filhos. 22 anos depois é mostrado Sam, o irmão mais novo na faculdade e namorando uma moça chamada Jessica. Sam vive uma vida normal, enquanto o Pai e o irmão mais velho caçam coisas sobrenaturais pelas estradas a fora. Um dia Dean aparece na faculdade pedido a ajuda de Sam para encontrar o Pai que está desaparecido, sem pistas do paradeiro tudo o que eles tem é um velho diário com informação sobre criaturas sobrenaturais cada um em uma região ou cidade dos Estados Unidos. Os dois irmão partem em busca do Pai, seguindo as informações e anotações do velho diário. O primeiro caso em que eles se deparam é a mulher de branco que assombra as estradas e mata quem der carona e for infiel, depois de pesquisar o caso, eles conseguem resolver o problema, mas não encontram o Pai. Sam então decide voltar para a faculdade, mas ao chegar no quarto encontra a namorada Jéssica presa ao teto pegando fogo, do mesmo jeito que a Mãe dele foi morta em 82. Sam então decide se juntar ao irmão e procurar o Pai e caçar a coisa que matou a Mãe e a namorada.


Isso tudo ai acontece só no piloto, a série inteira foca em lendas urbanas, histórias de terror e explora o suspense e o drama. A série se desenvolve de uma forma que ninguém espera, mesmo com episódios individuais, a série também tem um arco que se desenvolve no decorrer da temporada e ganha mais força perto do final.
As lendas urbanas e histórias de de terror são exploradas de forma séria e a ainda tem muita mitologia própria. O visual e a fotográfia também é muito bacana. escura e cheia de sombras, mas ao mesmo tempo muito bonita, visual de deixar qualquer filme comendo poeira. A série também tem muita influencia em filmes de terror orientais como o Grito e O Chamado, isso fica claro nos episódios Bloody Mary e da Mulher de branco. Além de várias referencias a clássicos como Poltergeist, O Iluminado, Exorcista, entre outros... O próprio criador Eric Kripke disse que a série tem grande influência em clássicos dos anos 70 e 80 como Evil Dead, Phantasm, Um Lobisomem Americano em Londres...


Os atores Jensen Ackles e Jared Padalecki são carismáticos e seguram bem a série. Dean é o figurão, sempre com piadas prontas e frases de efeito, lembra muito o John Mclane de Duro de Matar. Sam já é um personagem mais dramático, mas isso não tira o carisma do ator, nem do personagem. O elenco de convidados também é cheio de pessoas conhecidas pelos fãs de filmes de terror. Ken Kirzenger, o Jason de Freddy X Jason faz uma participação no episódio que conta a história de uma família de assassinos em série. Tem também Jodelle Ferland (Terror em Silent Hill, Caso 39), Nicki Aycox (Olhos Famintos, A Casa dos Pássaros Mortos), além de outros não tão conhecidos.

A trilha sonora da série é um destaque a parte, com muito rock'n roll das antigas como Black Sabath, Blue Oyster Cult, Metallica, AC/DC entre outras...


Fantasmas, demônios, vampiros, seres sobrenaturais são explorados a cada episódio e os irmãos numa jornada para encontrar o Pai e enfrentar o sobrenatural. Lá pela metade da temporada é revelado que Sam tem habilidades de ver o futuro e mover objetos e descobrem que existem pessoas iguais a ele ao conhecer um jovem que pode mover o objetos com a mente e descobre que a mãe do sujeito foi morta da mesma forma que Mary e Jessica. Levantando o mistério do motivo das duas terem morrido.

A série se mantem até hoje, já foi lançado livros, gibis e até anime Japones, no Brasil a série é uma das mais assistidas desde que o SBT passou a exibir aos Domingos, pena que hoje é exibida em um horário que poucos possam assistir.
Não tem como descrever muita coisa, você tem que ver por si próprio. Pra quem curte histórias de terror variadas essa é uma série imperdível e pra quem curte uma boa série independente do gênero essa é uma série super recomendada.

Um comentário: