Crítica: Apollo 18 - A Missão Secreta (2011) - Sessão do Medo

17 de novembro de 2012

Crítica: Apollo 18 - A Missão Secreta (2011)


Amigos do blog, mais uma vez cheguei para mostrar a vocês um filme bem interessante, mas com uma ideia mal aproveitada. É o falso-documentário Apollo 18: A Missão Secreta.

O filme começa com o seguinte questionamento para o telespectador: "Porque o homem nunca mais voltou a lua?". Quando eu vi esse questionamento na propaganda do filme, logo fiquei com vontade de vê-lo. Fiz isso porque pensei que poderia haver uma remota possibilidade de que o que eu visse na tela pudesse ser real. Ou seja assisti tentando acreditar que aquilo que eu vi pudesse realmente um dia ter acontecido (pelo menos eu comecei a ver o filme pensando assim). 

Apollo 18 mostra dois astronautas lá indo pro espaço num foguete na missão chamada "Apollo 18" que supostamente nunca aconteceu (é o que o governo americano diz...) e então os astronautas vão pra lua, começam a recolher amostras de pedras, amostras do solo lunar e aquelas coisas todas de astronautas.

Paralelamente as imagens deles lá na lua, também vemos gravações deles na Terra, com a família e tals, eu acho que o diretor fez isso para tentar humanizar os personagens e torna-los carismáticos para que o público torcesse por eles. O filme vai seguindo bem lentamente, naquele esquema recolhe-pedras que eu mencionei.  Também ficam fazendo contato com a Terra. E eu poderia render isso por mais uns cinco parágrafos, porque realmente elas passam muito tempo só fazendo isso, mas eu vou pular direto para a parte interessante. 



SPOILER, (CASO NÃO QUEIRA LER PULE O PRÓXIMO PARÁGRAFO).



Aposto que estava todo mundo quase dormindo, até que chega a cena das pedras lunares, é só a partir dessa hora que o filme começa a ganhar folego (mesmo que pouco) e teve todo o lançe da infecção do cara lá, e isso realmente poderia ter acontecido, só o lance das pedras que foi meio exagero do diretor.



Outra coisa que ao mesmo tempo ficou muito boa mas ao mesmo tempo irrita, são os efeitos de Câmera que realmente fazem as imagens parecerem dos anos 70, mas com o tempo isso vai ficando cansativo para quem está assistindo.

Quando eu disse que o diretor quis tornar os personagens carismáticos, ele consegue, as atuações dos dois astronautas também foi ótima. Você torce numa boa pra eles ficarem bem e voltarem pra Terra.

Não tem mais muito o que comentar sobre esse filme, só digo que tiveram uma ótima ideia que fugiu um pouco dos padrões dos filmes "imagens perdidas" porque não tem ninguém procurando assombração nesse filme aqui, pelo contrário, os astronautas tão lá fazendo o serviço deles até que coisas acontecem. Não recomendo esse filme porque se você não conseguir entrar no clima dele, nem vai se assustar e menos ainda assistir o filme de uma vez, mas quem tá na curiosidade vale ver sim. Até mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário