Crítica: Urban Explorer (2011) - Sessão do Medo

22 de junho de 2013

Crítica: Urban Explorer (2011)


Um dos temas mais usados nos filmes de terror atuais são viagens que deram errado. Quem não lembra de Turistas, Wolf Creek, O Albergue? A formula é a mesma em todos os filmes: Um grupo de turistas viaja para um local afastado, sem saber muita coisa sobre ele, e tendo pouco conhecimento da ligua e da cultura local, quando o inferno começa o grupo está completamente perdido e sem escapatória. Embora essa premissa tenha sido usada a exaustão em várias produções de hollywood, sempre funcionam e quase sempre o resultado é satisfátório, mesmo não sendo nenhum pouco inovador. O mais novo exemplo é o filme Urban Explorer, um misto de Wolf Creek com Plataforma do Medo.

O filme segue um grupo de turistas que estão viajando por Berlim e a procura de aventura ao explorar a fundo locais abandonados por lá. O grupo formado por Denis (Nick Eversman de Hellraiser Revelation), a namorada Lucia (Nathalie Kelley) e mais duas sapatinhas gostosinhas, decide contratar um guia local, com a promessa de leva-los a lugares proibidos,  escondido da maioria das pessoas e que quase ninguém conhece. O tal lugar são tuneis subterrâneos, onde na segunda guerra mundial os nazistas usavam como abrigo, e como reza a lenda local, faziam experiências no local. O grupo decide explorar a fundo os tais tuneis, sem motivo, até que o guia acaba caindo e quebrando a perna, tendo fratura exposta, as duas moças do grupo decidem ir buscar ajuda e deixam Denis e Lucia sozinhos com o guia ferido. Eis que surge a ajuda, ou não, Armin (Klaus Stiglmeier), um ex-guarda de fronteira do leste alemão, de repente aparece do nada para ajudar o grupo. Mesmo sem falar a língua deles, a dupla decide aceitar a "ajuda"de Armin, sem saber que foi o pior erro que poderiam ter cometido, já que Armin é completamente maluco e sádico.


A primeira metade de Urban Explorer é muito semelhante a de Abismo do Medo, a ambientação escura e claustrofobica e a forma como a história se desenrola, com um dos personagens quebrando a perna e tals é identica a primeira metade de Abismo. Quando surge o assassino o filme virá um Wolf Creek, misturado com Plataforma do Medo. O filme tinha carta na manga para ser muito melhor do que é, a ambientação na primeira metade é muito bem trabalhada, com os personagens explorando o local, indo a locais apertados, escuros e submersos, infelizmente tudo isso é deixado de lado quando entra em cena o assassino. A comparação com Wolf Creek não é exagero, teve momentos que parecia uma refilmagem de Wolf Creek, com várias cenas iguais, principalmente os personagens tendo oportunidades de matar o assassino e deixando passar. As várias atitudes estúpidas que os personagens tomam acabam fazendo o filme decair no suspense e entrar nos clichês e erros típicos de filmes de terror, com personagens com atitudes estúpidas de dar raiva no expectador.

Os atores mandam bem, destaque para Klaus Stiglmeier, escolha perfeita para o papel de assassino, completamente insano e sinistro com expressões de dar medo e cara de maluco. Sem contar que Armin já pode ser considerado um dos personagens mais sádicos dos filmes de terror. O resto dos personagens não conseguiram ganhar minha simpatia, achei todos mocorongos e sem carisma, principalmente o maluco que fez Hellraiser Revelation (Será que é raiva do filme ter sido tão ruim?!)

Assim como eu já tinha comentado, o filme não explora o ambiente da forma que devia, no começo é mostrado como o lugar e perigoso, porém o roteiro não explora isso As cenas de perseguição são contidas e parecem não sair do lugar, no melhor estilo Temos Vagas.


O grande destaque ficou por conta de duas cenas violentas, a cena do "tirar a camisa" foi pesada e inesperada, mostrando o quanto o assassino é sádico, não vou dar detalhes da cena, mas pode confiar que chega a ser chocante por ser inesperada e brutal.

Urban Explorer merece uma conferida, é um bom filme, mesmo com alguns erros, como eu falei lá em cima, tinha carta na manga para ser muito melhor. Se você gostou de Wolf Creek é quase certo que vai gostar desse aqui também. O filme é Wolf Creek encontra A Plataforma do Medo.



Postado por: Marcelo

6 comentários:

  1. Anônimo6/22/2013

    eu curti bastante tanto esse quanto wolf creek. bem capaz de ter sequencia pelo final...

    ResponderExcluir
  2. eu li sua critica sobre o filme e fiquei curiosa pra assistir e na verdade eu adorei o filme!parabens pela critica!

    ResponderExcluir
  3. li sua critica sobre o filme e fiquei bastante curiosa pra ver o filme ja que gosto muinto de wolf creek e plataforma do medo e na verdade adorei o filme e tao bom quanto ambos!parabens pela critica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, valeu Kelly. Sim, é tão bom quanto Wolf Creek e Plataforma do Medo a semelhança entre os filmes é notavel durante toda a projeção. No mesmo estilo, gostei de todos!

      Excluir
  4. Eu gostei desse filme é na mesma pegada de Wolf Creek 1 e 2

    ResponderExcluir
  5. Por cause deste filme eu não posso dizer que Os Dez Mandamentos (Record) é o pior filme que já assisti.



    ResponderExcluir