Crítica: Mama (2013) - Sessão do Medo

2 de agosto de 2013

Crítica: Mama (2013)


Maldito CGI! Essa é a primeira coisa que eu pensei ao terminar de ver Mama. Quem acompanha o blog sabe que eu não sou muito a favor de CGI em filmes de terror, em alguns casos quando bem usados o resultado é satisfatório, como foi o caso de Terror em Silent Hill, em outros casos acabam por arruinar por completo o filme, e é esse o caso desse filme. O filme é ruim? Não senhores! Mas o efeito de CGI da entidade Mama tirou boa parte do terror que o filme deveria passar. O filme ainda é apontado por muitos como um dos melhores filmes de terror de 2013 e de fato é sim. Para quem não sabe Mama foi inspirando em um curta metragem espanhol de mesmo nome lançado a uns 3 anos e que virou hype na internet, tendo vários acessos no youtube. O curta é de fato assustador, sabendo disso, Guillermo Del Toro decidiu comprar os direitos do curta metragem e fazer um longa, baseado na curta história do curta de 3 minutos. A pergunta que eu fazia era a mesma de muita gente que conhecia o curta: Como vão fazer para estender a curta história do curta de 3 minutos, num longa de 1 hora e meia? O que funcionava no conto era exatamente ser curto e direto. Para a surpresa geral, o roteiro de Mama é criativo e vai muito além do que é mostrado no curta, porém fica bem abaixo dele na parte assustadora.

O filme começa com Jeffrey (Nikolaj Coster-Waldau), completamente desesperado após a queda da bolsa de valores e procurando as filhas Victoria e Lilly. Ele as leva para o carro e foge em alta velocidade, minutos antes foi informado no radio que ele tinha matado 3 pessoas, incluído a mãe das meninas. Ele dirige em alta velocidade e por conta da neve acaba perdendo o controle do carro e indo parar numa ribanceira. Jeffrey, Victoria e a pequena Lilly saem do carro e procuram abrigo na floresta coberta de neve, até acharem uma cabana. Victoria nota presença de outra pessoa lá dentro, mas o seu Pai ignora o aviso da menina e entra na cabana. Onde minutos depois tenta matar as meninas, antes de ser morto por uma figura estranha que não aparece em cena. 

5 Anos de passam e o irmão de Jeffrey, Lucas (interpretado por Nikolaj Coster-Waldau) continua sua busca pelo paradeiro do irmão e das sobrinhas, investindo toda a sua grana em buscas. O grupo de busca continua a procura do paradeiro do irmão e das sobrinhas de Lucas e acabam achando o carro de Jeffrey, verificando a área acham a tal cabana, onde as duas estavam, completamente selvagens pela falta de contato com outros humanos.





Lucas e a namorada roqueira Annabel (Jessica Chastain) lutam na justiça pela guarda das duas, e conseguem a guarda temporária  das duas, o psicologo acredita que devido ao grande período de abandono as duas meninas criaram uma figura maternal chamada de Mama. mas quem é Mama? Seria um fantasma? Uma outra personalidade de uma das meninas? Uma figura imaginaria?

Os roteiristas fizeram um ótimo trabalho no enredo do longa, o roteiro e sim muito bom, mesmo com alguns clichês conhecidos pelo público, o filme tem sua criatividade. A alguns erros, como a de sugerir que a Mama é uma segunda personalidade da Vitoria, mesmo o público sabendo que não é, já que a entidade Mama já havia aparecido na história. A sugestão por si só é muito interessante e poderia ter sido mais bem trabalhada. Megan Charpentier e Isabelle Nélisse (Lilly e Vitoria) estão excelentes! Algo que é muito recorrente em filmes de terror são crianças dando show na atuação e essas duas são mais um caso que não foge a regra. Isabelle Nélisse é iniciante, esse é seu primeiro filme, mas ela dá um show de interpretação, a dimenor anda como um cachorro, come coisas do chão, não fala e tem uma relação amorosa com  o fantasma. Em alguns cenas, ela é criada no CGI. Megan Charpentier já é mais conhecida, foi a rainha vermelha de Resident Evil Retribuição. As duas meninas conseguem assustar mais que a tal Mama.

O filme vai ficando fraco depois que a tal Mama ganha destaque, mais uma vez maldito CGI tosco do caralho!!! Quem viu o curta e assim como eu teve um cagaço, não espere o mesmo desse filme, até tentaram refazer a cena do curta, mas não chegou nem perto daquela cena assustadora. Em alguns momentos a Mama é tão mal feita que parece uma animação da Disney. É um CGI tão preguiçoso que quando eu vi a versão WEBrip antes do filme sair no cinema, tinha quase certeza que era uma versão inacabada, sem os efeitos especias completos, foi só depois de alugar o filme que eu notei que o CGI é bagaceiro desse jeito mesmo, em alguns momentos gera um anti-clima na cena, como aquela em que a Mama desce a parede se contorcendo. Boa parte das cenas é uma chupação de filmes de terror orientais, até mesmo o enrendo tem momentos idênticos como a parte sobre o motivo da assombração e porque o espirito é atormentado. Os personagens são bem desenvolvidos, isso eu achei bacana, a personagem Tia-Roqueira-Gata-Annabel, começa o filme de um jeito e termina de outro, e isso é bem trabalhado no roteiro, o mesmo com a personagem da irmã mais velha.




A parte final é ao mesmo tempo muito boa e muito decepcionante pros padrões de filmes de terror, quando chega na parte final o filme muda o clima, deixa de ser um filme de terror e se transforma num filme gótico do Tim Burton, com direito a visual, trilha sonora e enredo semelhantes. O desfecho é ótimo, conseguiu ser bonito e macabro.

O filme ao todo funciona no suspense e falha no terror. Se fosse melhor trabalhado nos efeitos especiais, seria um puta filmaço, mas ficou muito abaixo do curta em que se baseia. Não vai se tornar um clássico ou um cult, daqui a alguns anos vai estar bem datado por conta do CGI. No total é um bom filme que merece ser conferido.

Autor: Marcelo

3 comentários:

  1. Anônimo8/02/2013

    concordo em tudo. o CGI foi uma bosta.... acredito que deveria ser proibido CGI em filme de terror pq tira todo o clima sombrio da obra. vc citou o silent hill como bem usado, de fato é,mas por mais q seja bem feito o CGI ele tira a obscuridão do longa, tem como sentir medo com silent hil?? naoo!!! enfim se nao fosse pelo CHI mama seria pramim o segundo melhor filme lançado nesse primeiro semestre de 2013,somente atraz de redd inc.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo11/04/2013

    o filme no quesito suspense é perfeito, nota 10, o melhor filme de terror de 2013 junto com The Evil Dead, mas realmente o CGI foi preguiçoso como disse, e o pior, desnecessário.. nao precisava mostrar a cara da Mama, apenas mostra-la como uma figura escura ou algo do tipo, como no filme No Cair da Noite(aquele da fada do dente, em que apenas no final mostra o rosto da vilã), funcionaria muito melhor e daria muito mais medo, pois o rosto deformado e escroto da Mama tira o suspense e a tensão em várias cenas, como na cena do cara com a câmera na cabana...mas recomendo muito, excelente filme!

    ResponderExcluir