Crítica: Hidden in the Woods (2012) - Sessão do Medo

5 de outubro de 2013

Crítica: Hidden in the Woods (2012)


Depois de um pausa nas postagens do Blog, por falta de tempo e de interesse, tamo de volta com a resenha desse filme que aposto que você ai caro leitor, nunca viu, nem ouviu falar, uma produção Chilena chamada En las afueras de la ciudad lançado ano passado e que passou batido por todo mundo. Como eu sempre comento, é incrível como bons filmes, principalmente no gênero terror, passam despercebidos, enquanto filmes fracos ganham destaque e arrecadam muito nas bilheterias. En las afueras de la ciudad, que em inglês ganhou o título Hidden in the Woods, é um espetáculo de gore, com cenas de tortura, estupro, mutilação e canibalismo, ele não chega ao ponto de ser chocante, mas com certeza tem um certo impacto, comparado aos filmes lançados ultimamente. Os americanos, como não são burros, já se apresaram em fazer uma refilmagem, encomendada para 2014. Assisti o filme sem saber dessa refilmagem, e agora tenho certeza que a versão americana não vai chegar perto desse aqui. Uma produção barata, cheio de atores desconhecidos e estilo de filmagem quase documental em algumas cenas, bem diferente das produções limpinhas de hoje em dia.

Falar desse filme aqui sem entregar spoilers é difícil, então se não quiser saber de nada do enredo, pule esse paragrafo! A história começa em 1988 e mostra um velho (que lembra muito Lula antes de ser presidente) matando a esposa logo na primeira cena e levando as duas filhas, uma de uns 8 anos e a outra um bebê, para morar no meio do nada, numa cabana no meio da floresta. Introdução que lembrou Mama, só que não! Mama parece um desenho feliz da Disney comparado a esse filme aqui. Então, o Paizão Luiz Inácio Lula da Silva, enche a cara e quando tá chapado abusa da filha mais velha, que tem uns 10 anos, depois da primeira cena. O filho da puta continua abusando da filha, até ela ficar grávida, tendo um filho deformado e retardado. uns 15 anos se passam e as duas meninas continuam a viver e sofrer na cabana com o Pai e o menino deformado que parece ter saído da franquia Wrong Turn, não fala, anda que nem um macaco e come carne crua. Agora o Pai do ano, quer a filha mais nova, estuprando a mesma sem piedade e na frente da irmã e do neto. A irmã mais velha consegue pedir ajuda e a policia faz uma visita a casa, no momento em que o Paizão tava cortando madeira com uma moto-serra. Faça as contas, um maluco com uma moto-serra e dois policiais idiotas de filmes de terror, o que acontece em seguida é o esperado, as duas irmãs e o mutantezinho fogem pela floresta em busca de um local seguro. Depois de sair do local, o papai é preso por outros policiais, mas antes de ir para a cadeia pede a ajuda de um empresário do tráfico, tão poderoso quanto o Sr. Don Corleone e que tinha negócios com ele. Ele pede para que os outros traficantes procurem as filhas dele e que o tirem da prisão o mais rápido possível. O quê acontece depois disso é um espetáculo de gore e cenas de violência com direito a tortura, estupro, mutilação e até canibalismo...


Mesmo com algumas situações, um tanto quanto forçadas como a dos dois policiais que eu mencionei ai em cima, o filme surpreende em algumas partes da metade para o final, foge do convencional e é imprevisível, foge dos clichês do gênero e lá no final ainda tem uma reviravolta inesperada, mesmo não sendo tão surpreendente, é algo inesperado. Nas primeiras cenas a câmera epiléptica chega a incomodar, tem algumas cenas que a câmera treme em cenas que deveria estar estática, isso é bem usado só nas cenas movimentadas e o visual sujo e amarelado contribui para o estilo do filme. Outro lance bacana nesse filme é que não tem nenhum (Tirando as duas minas que são bem gatinhas) ator bonitão, são todos sujos, feios, gordos, barbudos.. .Esqueçam aquela merda de estupradores boa pinta do Doce Vingança e A Última Casa, isso me fez lembrar dos filmes dos anos 70, tipo as versões originais A Vingança de Jennifer e Aniversário Macabro, somado ao visual sujo e estilo de filmagem lembrou muito os filmes daquela época.

Mas nem tudo se salva nesse filme, além da cena dos dois policiais sendo mortos, que é muito boa, mesmo sendo forçada, o filme tem algumas cenas forçadas que não passam realismo. Os atores que fazem os traficantes são muito caricatos, em quase todas as cenas parece que é uma demonstração de "Olha como eu sou mal". Isso acaba quebrando o clima pesado e deixando algumas cenas forçadas, como a do estupro, que não teve o mesmo impacto como as cenas iniciais, onde o velho estuprava as filhas. E falando nas duas, mesmo as duas personagens sofrendo o filme todo, não dá para ganhar a simpatia de nenhuma das duas. As cenas que a irmã mais velha paga gulosas pros caras na rua em troca de dinheiro para comer, cuspindo o esperma a torta e a direita me deixou pensando: "Mas que porra é essa?" Isso era para ganhar a simpatia da personagem? Falha épica então! 


[Alerta de Spoiler] 

A melhor cena é aquela em que dois mochileiros drogados invadem a cabana e tentam estuprar a irmã mais nova, um deles vai no banheiro cagar, enquanto o outro continua com o estupro. Ele tira a roupa e parte pra cima dela, e ela ao lembrar do estupro cometido pelo Pai, surta e morde os pescoço do maluco, arrancando um pedaço e mastigando na frente dele. Depois que a irmã mais velha chega na cabana depois de um dia duro de chupada de rola ela se assusta ao ver a irmã e o filho comendo o cadáver dos dois caras e ela manda a perola: "Eles eram animais e animais a gente come". Cena linda de se ver! HAHAHAHAHAHA
[Fim do Spoiler]


O filme não é perfeito, nem um dos melhores dos últimos anos, mas com certeza vale a pena conferir pelo festival de gore e cenas de violência. Quem curte filmes desse estilo não vai ter do que reclamar, não chega aos pés de um Martyrs ou A Fronteira, mas é melhor que muito dos filmes que Hollywood anda produzindo ultimamente. Corra e assista antes do remake!

4 comentários:

  1. Anônimo10/06/2013

    nem conhecia! que bom que voltaram \o/ .. curti bastante o trailer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Ron. To na torcida pro retorno do A Cova do Inferno tbm.

      Excluir
  2. não achei legenda para o filme :-(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem legenda mesmo, mas tem releases na internet em espanhol com legendas em inglês.

      Excluir