Crítica: Você é o Próximo (2013) - Sessão do Medo

25 de novembro de 2013

Crítica: Você é o Próximo (2013)


Filme faz bom uso de alguns clichês, mas o resultado é apenas um bom filme.

O diretor Adam Wingard deve ter tentado resgatar os filmes de terror entre os anos 80 e 90: Isso é perceptível com o tipo de câmera usada, a alternância de luz em alguns momentos chave e a trilha sonora discreta mas marcante.

Durante um encontro familiar dos Davidson, um grupo de sádicos cerca a casa e começa a caçar cada um dos membros ali presentes. O tema é batido, mas o diretor opta por reformular esse clichê e esse é o grande trunfo do filme. Temos todos os problemas familiares, alguns mais expostos e outros apenas sugeridos, a falta de profundidade dos personagens pode incomodar alguns, mas não vamos ao cinema querendo saber disso. Vamos ao cinema para saber quem será o próximo a morrer, pelo menos em filmes desse tipo.


As mortes seguem uma ordem diferente do que esperamos, existe uma certa tensão, mas o diretor foi incapaz de criar um clima realmente sombrio, pesado e sufocante. Temos uma protagonista que sofre e se machuca, mas não convence pois esse tipo de filme não exige uma super-heroína, ela é ainda mais brutal que seus perseguidores.

No geral, penso que faltou ao filme um pouco mais de gore, um pouco mais de violência. Ficou convencional, ficou aquém do propósito desses filmes. E o clímax? Bom, o clímax é interessante sim, o nível de violência aumenta mas ao final do filme, tive a mesma sensação ao ver Uma Noite de Crime: Bom, mas podia ser bem melhor.



Postado por: Jon

3 comentários:

  1. Não parece ser um bom filme..

    ResponderExcluir
  2. Assisti hoje e gostei bastante, apesar de não ser nem uma obra da sétima arte, soube trazer alguns elementos novos ao já batido home invasion.

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti ontem e gostei do filme,foi divertido

    ResponderExcluir