Critica: O Filho de Chucky (2005) - Sessão do Medo

9 de março de 2014

Critica: O Filho de Chucky (2005)


Para começar eu preciso confessar que andei procrastinando essa critica, eu não tinha muito o que escrever sobre esse filme, e ainda não tenho. Então tentarei comentar o que achei desse filme, e torcer para que o sentimento seja mutuo. E vou logo alertando que a critica possui revelações relevantes sobre o roteiro, então se você ainda não viu, não leia.

Don Mancini continua no roteiro e dessa vez assume o cargo de diretor. Ele resolve dar continuidade de “A Noiva de Chucky”. O resultado poderia ser muito diferente do que foi. Um filme pastelão de comédia pura em cima de um ícone de terror.

Só na passagem dos créditos, já temos uma noção. Enquanto os nomes passam pela tela, nós vemos o percurso de espermatozoides até a chegada ao óvulo.

Se eu dissesse que o filme é uma total porcaria, estaria mentindo. Ele tem algumas cenas muito interessantes e os bonecos se mexendo estão da mesma forma de sempre, bem realistas. Entretanto, o filme é de longe o pior (ou menos legal se preferir) de toda a franquia. 

Mancini exagera no humor negro fazendo com que o filme perca o status de terror, aliás, acho que ele ser catalogado como terror é um erro, a ultima coisa que você vai ter é medo. O filme faz rir tanto que chega ao nível de um ‘Todo Mundo em Pânico’. Vou explicar por que, mas no decorrer da critica.

O filme começa com a parte mais tensa e ‘assustadora’ de toda a película. Uma menina chamada Claudia recebe um boneco de aniversário numa noite chuvosa numa enorme casa escura. Ela está ao lado de seu pai e sua e aparentemente não gostou do presente alegando que o boneco é muito feio. Ah, sim, ninguém sabe quem mandou o boneco, pois o presente não tinha remetente.

Nessa introdução nós não vemos o boneco. Essa parte funciona como um filme em primeira pessoa, você vê o que o boneco está vendo. A única coisa que podemos perceber é alguns rugidos e suspiros daquele boneco. Então nós vemos o boneco pegando uma faca e partindo para o ataque. A morte do pai é muito bem feita, achei uma experiência diferente ver a visão do boneco enquanto ele mata o homem com uma facada. Depois é a vez de a mãe morrer, nessa parte nós conseguimos ver rapidamente o reflexo do boneco no espelho do banheiro. Não se trata de Chucky, mas sim de outro boneco com uma aparência pálida e muito feio mesmo... Me atrevo a dizer que ele é assustador, mas só nessa parte.


Por fim, quando o boneco vai atrás da menina, o filme começa a andar para trás num nível exageradamente grotesco. O boneco faz xixi nas calças e de repente, ele acorda. Sim, essa cena inicial fora um pesadelo do próprio boneco. Ele está preso numa jaula enquanto um homem o acorda reclamando que ele estava fazendo xixi nas calças.

Sério, para mim seria muito melhor se o filme inteiro fosse como o pesadelo do boneco. Tipo, não seria legal o mistério de saber como é a aparência do filho do Chucky? O melhor seria que o boneco de fato seria um assassino cruel, além disso o filme poderia nos dar outra coisa... A visão que os bonecos têm enquanto matam as pessoas. Mas não, o filme segue por outro lado.

O boneco se chama Glen, e ele é um bonzinho, não falo de um ‘Good Guy’, ele é um boneco bonzinho no sentido literal, ele não consegue matar nem um inseto. Aquele homem que o acordara faz show de ventrículos se aproveitando do boneco vivo. O homem chama o boneco de "Cara de Merda".

Enquanto o homem dormia, Glen via uma reportagem da qual falava de um filme baseado numa lenda urbana onde dois bonecos saiam cometendo uma série de assassinatos, Tiffany e Chucky. 

Na mesma hora Glen percebera que aqueles dois bonecos eram seu pai e sua mãe. Tudo por causa de um sinal no pulso de Chucky e de Glen, “Made in Japan”, hahahaha... Pois é, o filho do Chucky é asiático, até fala japonês. Vou fazer três observações. uma: Até parece que Chucky e Glen são os únicos bonecos com “Made in Japan” no mundo. Duas: Se bem me lembro, a linha Good Guy é americana, a fabrica foi mostrada na parte 2 e o presidente da empresa foi morto na parte 3. Três: Chucky e Tiffany jamais poderiam ser os mesmos bonecos de “A Noiva de Chucky” visto que Tiffany fora carbonizada e Chucky provavelmente se tornara evidência de crimes da policia. 

Daí você já percebe o tamanho das contradições e de furos de roteiro que o filme tem em relações aos outros, o pior de tudo é que esses furos não param por aqui. 

Glen foge do homem que o maltratava demais, pega um avião e vai rumo a Hollywood ao encontro de seus pais.

Enquanto isso nós somos apresentados ao resto do elenco. Jennifer Tilly volta a atuar, dessa vez como ele mesma. Jennifer é uma atriz muito competente, aceitou interpretar a si mesma como uma atriz decadente, aproveitadora e oportunista que faz qualquer coisa para conseguir papel em um filme. Em nada lembra Tiffany mostrada em “A Noiva de Chucky”. No filme ela está atuando no filme dos bonecos assassinos e lutando para conseguir o papel de ‘virgem Maria’ num filme dirigido pelo astro do Rap, Redman.

Mas, preciso dizer. Era necessário mesmo colocar Jennifer Tilly como a protagonista do filme? Quer dizer, ela é e sempre será a Tiffany, mostrar ela interpretando outro papel que não a da noiva de Chucky, foi estranho e bem ‘antilógico’. 

Bom, voltando para Glen, ele chega num depósito nos estúdios de Hollywood, local onde guardam fantasias, sangues falsos, bonecos e maquetes. Lá, ele encontra Tiff e Chucky. Glen com o medalhão de Damballa (estava com ele o tempo todo, o boneco achara que aquilo era uma herança de família que ele tinha que cuidar), ele ressuscita a dupla. A partir daí, tudo que você vai fazer no filme é rir, rir muito.

"Feio do jeito que ele é, os pais dele devem ter saído correndo"
Chucky faz piadas, não só aquelas repletas de sarcasmos, mas piadas mesmo, tipo "Dane-se o Chucky dos outros filmes". 

Bom, quando a dupla de psicopatas descobrem que Glen é filho deles. Eles até que reagem bem, aceitam a responsabilidade de cuidar de Glen. Aqui os bonecos fazem a sua primeira vítima, além disso, Chucky e Tiff passam a ter a discussão mais ridícula do filme... Qual é o sexo do filho deles? Enquanto Chucky acha que é um menino, Tiff acha que é uma menina e começa a chamar Glen de Glenda. Isso é só loucura da Tiff porque todo mundo sabe que aquilo é um boneco do sexo masculino. 

Nesse momento os bonecos acabam vendo Jennifer Tilly, Tiff é uma fã assumida da atris e começa a ter planos para transferir a sua alma para a sua ídola. O trio de bonecos vão para a casa dela.

Inicialmente a ideia inicial era de Chucky assumir o corpo do Redman e Tiff assumir o corpo de Jennifer. Mas, e Glen?... É aí que eles tem uma ideia de fazer Tiff ficar grávida do Chucky (??). 

Enquanto Chucky ser masturba no banheiro, Redman desmaia quando Tiff bate na cabeça dele com um objeto. 

Jennifer ao ver Tiff, fica assustada. Ela tenta correr, mas é nocauteada pela boneca. Tiff pega o esperma de Chucky e faz uma inseminação artificial em Jennifer.

Enquanto isso, um paparazzi chamado Pete Peters (John Waters), fotografava todos os acontecimentos na casa de Jennifer pelo lado de fora. Chucky e vê o homem e junto com Glen vai atrás do fotógrafo. 

Nessa cena temos uma rápida referência Britney Spears, onde ela é morta pelos bonecos numa explosão. Para quem é fã da cantora, deve ter dado um sorriso e se divertido com tal cena, mas para quem não é fã, foi uma cena mediana que só reforçou o que já sabíamos, esse filme do brinquedo assassino é uma grande piada.


Quando os bonecos chegam ao estúdio do fotografo (ninguém sabe como os bonecos sabiam onde era o estúdio). Eles matam o homem. Não, desculpem... Um acidente mata o homem, acidente esse provocado por Glen que queria impedir que Chucky o matasse. Que ironia. Os dois batem uma foto com o morto e voltam para a casa de Jennifer.

Ah sim, quase ia me esquecendo de outro ponto 'importante', Tiff para querer ser uma boa mãe resolve parar de matar e ela convence o Chucky a fazer o mesmo... È claro que isso é só na teoria.

Tem até um cena em que Tiff liga para os parentes de uma vítima que ela fizera em "A Noiva de Chucky" (Warren Kincaid) e pede desculpas por tê-lo matado. Outro momento hilário de Tiff é quando ela percebe que Redman é um 'canalha', pois Jennifer descobre que está gravida e Redman afirma que não é o pai porque fez vasectomia, além disso o astro não da o papel de virgem Maria a atriz porque segundo ele, a personagem Maria tem que ser 'gostosa', ela liga para um centro de reabilitação e o atendente diz que "Roma não foi construída em um dia", Tiff concordou. Resumindo, a boneca tem uma recaída e mata Redman. 

Outro furo no roteiro que podemos notar é que ao que parece, Tiff sabe mais sobre as bruxarias de Damballa do que Chucky. Em A Noiva, a boneca teve que ler um livro para ressucitar o amado. Aqui ela sabe até que a gravidez de Jennifer é uma bruxaria. Tanto que ela sabia que no dia seguinte após Jennifer saber que estava gravida, a barriga dela aparece como se já estivesse com 9 meses de gestação.

É nesse momento que os bonecos resolvem agir, eles imobilizam Jennifer na cama. Quando Chucky descobre que Tiff havia matado Redman, a boneca liga para o Chofer de Jennifer, Stan. Esse cara ama Jennifer e sempre que ele aparece, fica treinando em como dizer para a amada que ele ama ela.

Nesse momento, Joan a empregada e amiga de Jennifer vai até lá para saber se está tudo bem com Jennifer. Ela se torna uma vitima, tudo bem, admito que a cena de Joan pegando fogo e morrendo foi uma das melhores partes do filme. Achando que é Tiff, Chucky tenta consolá-la por ter matado Joan e mostra três corpos que estavam dentro do armário, corpo de pessoas que você nunca viu no filme e nem sequer sabe o nome das vitimas. A grande surpresa vem quando se descobre que quem matou Joan não foi Tiff, mas sim Glen usando a peruca e assumindo a identidade de assassina como a sua família. Agora ele dizendo que é Glenda, ela é bizarra e tão ou mais psicopata que Chucky e Tiff, isso foi legal, aliás, acho que se o filme fosse com aquela boneca do começo ao fim, talvez o filme fosse melhor. Glenda é tão louca que nem Tiff gostou dela e deu um tapa nela para Glen acordar. É como se ele tivesse uma dupla personalidade provocada por Chucky e Tiff por não saberem se ele é menino ou menina.



Enfim Tiff da a luz a gêmeos, um menino e uma menina. Daqui eles vem com a história mais ridicula que já vi na franquia. 

Chucky resolve não passar a alma para um humana porque ele gosta de ser o boneco assassino. Perceberam a contradição? EM TODOS os filme do brinquedo assassino, Chucky tem o objetivo de passar a sua alma, seja para Andy, Tyler, Alice ou Jesse. Nesse ele muda de ideia... Se for o caso, nada do que a gente viu até aqui da franquia faz sentido algum.

Tiff diz que quer ser Jennifer Tilly e acabou. Chucky não aceitando ser rejeitado, tenta matar Jennifer, mas Stan entra no meio e morre, ele nem consegue dizer o "Eu te amo para a mulher". Tiff devolve a facada em Chucky. Logo depois a policia chega na casa e encontra Jennifer amarrada com dois recém nascidos e vários corpos espalhados pelo quarto. 

A parte final do filme acontece no hospital, Jennifer está recebendo soro e repousando, afinal, ela tivera dois filhos. Glen e Tiff estão lá no quarto da atriz, Tiff coloca um liquido no soro de Jennifer que fica tonta na hora e cai. Enquanto isso, Chucky aparece dando machadadas na porta do quarto, nessa cena temos uma enorme referência ao filme 'O Iluminado". Rapidamente Tiff recita o Voodoo "Ade Due Damballa...". Chucky mata Tiff. Glen com raiva resolve brigar co Chucky com artes maciais. Aqui temos sem duvidas uma das cenas mais ridiculas e mal feita do filme. Glen dando um mortal. Gente é uma coisa tão tosca que a unica coisa que você vai fazer é rir de tanta besteira. Glen pega o machado e desmembra o pai.

Nove anos depois, na festa de aniversário de Glen e Glenda, Tiff comete um assassinato envolvendo a empregada dos Tillys, Fulvia, aqui nós ficamos sabendo que Tiff conseguira passar a sua alma para Jennifer Tilly, e as personalidades de Glen e Glenda foram para os bebês. 

Glen ainda guarda aquela foto que ele tirara com Chucky quando mataram o fotógrafo, Pete... O menino recebe um presente misterioso e ao abrir... É o braço de Chucky, Glen começa a piscar o olho como sempre fez quando está impressionado e faz xixi nas calças. O filme acaba com o braço de Chucky atacando Glen.


Não vou me aprofundar muito. Sem duvidas esse filme é o pior da franquia, o mais sem noção. Entretanto, ele possui algumas cenas que funcionam no quesito terror como a introdução na festa de aniversário de Claudia e algumas mortes como a de Joan, fora isso, quase nada.

Mas se você olhar o filme para o lado da comédia, com certeza é um filme que fará você rir, seja pelas piadas de Chucky, ou pelas atitudes de Tiff. 

Tem mais uma coisa, a trilha sonora do filme também é a pior da franquia, não tem nada nela que seja tão marcante e impactante quanto as dos outros filmes. É uma pena.

E para concluir eu digo que esse filme embora seja uma boa comédia. As pessoas precisam entender que os filmes do Chucky não foram originalmente feitos para ser um 'terrir', mas sim um 'terror'. A mudança no estilo do filme foi cruel com os fãs mais antigos, e porque não um desrespeito.

É um filme que pode ser facilmente ignorado, e acho que Mancini aprendeu a lição. Felizmente ele nos brindou com o excelente "A Maldição de Chucky", contudo se por acaso ele tentar trazer Glen ou Glenda em um próximo e possível "Brinquedo Assassino 7". Que ele permaneça no quesito terror, porque de porcarias, já está bom só esse.

Nota:
Como terror: 3,0.
Como comédia: 7,0.









FICHA TÉCNICA 

Titulo original: Seed of Chucky.

Titulo brasileiro: O Filho de Chucky.

Diretor: Don Mancini.

Roteirista: Don Mancini.

Elenco: Jennifer Tilly  (Ela mesma/Tiffy), Redman (Como ele mesmo), Brad Dourif (Charles Lee Ray/Chucky), Glen (Billy Boyd)

Sinopse: Um filme de terror sobre Chucky, o boneco assassino, está sendo rodado em Hollywood. Quando as filmagens têm início Glen, o boneco órfão de Chucky e Tiffany, decide partir para o local. Já em Hollywood Glen consegue ressuscitar seus pais, que estão sedentos por sangue e iniciam uma nova série de assassinatos. Porém o que o casal não contava era com a repulsa de Glen, que não quer seguir os passos do pai e também se tornar um assassino. Paralelamente Tiffany fica deslumbrada com o mundo do entretenimento, especialmente quando conhece sua atriz predileta, Jennifer Tilly, que está no filme sobre Chucky.

Por: Michael Kaleel.

7 comentários:

  1. Anônimo3/09/2014

    esse filme é uma merda.. perda de tempo.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo3/09/2014

    Olá a todos do blog ! Quando vi a critica desse filme no sessaodomedo falei o que essa comédia esta fazendo aqui ? Estou no site errado ? kkkkkk esse filme é ruin, é péssimo, parece aquelas continuações feitas para locadora de grandes filmes sem fim.... feito com pouco dinheiro, história sem sentido que não tem nada a ver com o primeiro.... enfim resumi bem esse filme ! Agora os elogios rs só para Jennifer Tilly que fica muitoo gostosa nesse papel que mulherão ein... Simplesmente perfeita !! Para encerrar quero dar os parabéns ao pessoal do blog pelas fotos que vocês colocam nas críticas são perfeitas em todas, sempre muito bem escolhidas, parabéns mesmo !!! Por fim um abraço a todos do blog de um velho fã desse site Josias !!!

    ResponderExcluir
  3. Gostei do 1º e do 2º filmes dessa série. Do 3º em diante, acho que ´desandou`.

    ResponderExcluir
  4. Olá, li todas suas críticas do boneco assassino, muito boas, inteligentes e bem escritas... Mas em todas percebi que você escreveu atriz com "S". Creio que seja um erro de digitação, né!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Maurício. Ah, sim, são erros de digitação mesmo. Sou americano e acabo escrevendo rápido em teclado brasileiro, ocorrem alguns erros o computador não corrige. Mas, obrigado pelo alerta.

      Excluir
  5. Anônimo10/11/2014

    Bride of Chucky e Seed of Chucky sem dúvida são os piores filmes da franquia, mas dá pra dar boas risadas. Entre esses dois, prefiro Bride of Chucky por causa do papel divino da Jennifer Tilly. A única cena que gostei em Seed of Chucky foi a do Chucky matando a "cantora" Britney Spears. Hahahaha! Enfim, eu fiz questão de ver todos porque sou fã, mas pra quem não é, assista somente à Child's Play 1, 2, 3 e Curse of Chucky.

    ResponderExcluir
  6. Nem que eles tentassem fazer um filme de terror utilizando a ideia do Glen como novo serial killer, ia salvar a franquia. Acho até que foi proposital eles criarem um filme mais cool, onde dá pra assistir na TV aberta em cine família pra dar boas risadas. Outro ponto é de que boneco tá manjado é coisa dos anos 80, visto que naquela época a criançada tinha mais brinquedos assim o que dava mais medo pq TU TINHA um boneco em casa, agora quase ngm mais tem. A criançada tem iphone.

    ResponderExcluir