Crítica: Sexta Feira 13: Parte 4 - Capítulo Final (1984) - Sessão do Medo

4 de janeiro de 2015

Crítica: Sexta Feira 13: Parte 4 - Capítulo Final (1984)


Tudo bem, pessoal?... Comigo está tudo bem, ainda mais porque eu vou escrever sobre um dos meus filmes favoritos da extensa franquia 'Sexta Feira 13', a parte 4, conhecida como 'Sexta Feira 13 Capítulo Final' ou "Friday 13th The Final Chapter".

1984 é um ano em que vários filmes de terror de sucesso estavam entrando nos cinemas: "A Hora do Pesadelo", "Gremlins", "A Colheita maldita", entre outros, fora os sucessos que não estão inclusos na categoria 'Terror' como: "Ruas de Fogo", "Karate Kid", "O Exterminador do Futuro", entre outros. E foi nesse ano que a quarta parte da franquia 'Sexta Feira 13' chegara ao cinema.

O diretor Joseph Zito já era conhecido pelo filme 'Quem matou Rosemary?', ele iria tomar conta dessa quarta parte com o roteiro de Barney Cohen e Bruce Hiderni Sakow. O filme entrou em cartaz em 1594 salas de cinema e a critica o considerou muito ruim dando 24% de qualidade de 100% ,no caso o Rotten Tomatoes (É um site Americano especializado em críticas, informações e novidades sobre filmes, séries, curtas metragens e vídeos musicais. O nome, que na tradução literal seria "Tomates Estragados", deriva do clichê histórico de se atirar tomates em artistas se uma apresentação não for o esperado. A empresa tem sido propriedade da Flixster e a Warner Bros desde maio de 2011), mas, apesar das criticas negativa, esse é filme é considerado o favorito por muitos fãs da franquia.

O longa começa exatamente onde a parte 3 parou. Jason levara a machadada na cara por Chris Higgins, e caiu 'morto'. A policia e a ambulância chegam no local. Agora, aqui tem uma situação que confunde muito o telespectador. Muitas pessoas acham que o filme se passa no dia seguinte ao massacre ocorrido na parte 3, tipo: Se o massacre da parte 3 ocorreu num sábado (lembrem-se que o massacre da parte 2 aconteceu na sexta feira 13 e a história do 3 é um dia após o massacre da parte 2), as pessoas acham que o massacre da parte 4 acontece no domingo. Não acho que seja bem assim.

Chris mata o Jason com a machadada, e dorme no barco (temos até o sonho dela onde a mãe do Jason sai da água e a puxa para o fundo), na manhã do dia seguinte, Chris é levada pela policia, ela estava bastante perturbada. A parte 4 começa com a cena do corpo do Jason sendo recolhido do local, de noite. Então tudo leva a crer que se trata da noite do domingo e não na mesma noite dos massacres que teriam ocorrido num sábado. Enfim.


O corpo do Jason é levado para o necrotério no hospital do condado de Wessex onde aparentemente só ficam dois enfermeiros de plantão. Um cara muito tarado e uma mulher que se esconde no necrotério para ver as noticias de jornal sobre o massacre ocorrido na parte 3. Não precisa ser um gênio para saber que Jason fará desses dois enfermeiros as suas primeiras vítimas do longa, aliás, assim como nos outros filmes, o Jason ressuscita sem motivo algum, ele apenas se levanta e volta a matar. Depois disso, Jason pega a estrado rumo a sua velha casa, o acampamento Crystal Lake.

Enquanto isso no dia seguinte, um grupo de jovens vão passar um final de semana... (se eu estiver certo, é uma manhã de uma segunda feira), numa casa que alugaram. O grupo é formado por: Paul, Jimmy, Ted, Doug, Samantha e Sara... Não tem nada de especial neles, são só outro grupo de jovens babacas com os hormônios a flor da pele que vão ser o banquete do Jason.


A turma passa por uma caroneira na beira da estrada, o grupo se nega dar carona para ela e vai embora. Logo a caroneira é morta por Jason sem muito esforço. 

Na residência ao lado da casa que o grupo alugou, mora a família Jarvis composta por: Pelo pequeno criador de máscaras, Tommy (interpretado por Corey Feldman em um de seus primeiros trabalhos), a irmã mais velha de Corey, a Trish. E por fim, a mãe do casal de irmãos, a Sra. Jarvis (interpretada por Joan Freeman). O trio vive naquela região há anos pelo que parece e nunca tiveram problemas com assassinatos e nem com a história do Jason.

Trish, Tommy, Mrs. Jarvis

O grupo de adolescentes chegam na casa que alugaram e logo promovem uma festa com muita droga, cerveja e conversas sobre sexo... A situação 'melhora' quando eles conhecem as gêmeas Tina e Terri, duas jovens muito taradas e oferecidas que fazem Doug e Ted se derreterem de amor. 

Na floresta Tommy e Trish conhecem Rob. Um forasteiro que passava no local para acampar. Após a ajuda, Trish convida o homem para ir até a sua casa onde Tommy o apresenta as suas máscaras super hilárias, mas ele não fica por muito tempo na residência. 

Trish conhece os vizinhos, mas diferente deles, ela é bem comportada. E resolve não aceitar o convite de ir tomar banho no lago. E com razão ela negou, lá quase todo mundo toma banho pelado, falta de vergonha desse povo. E é claro que a Trish não iria aparecer pelada e nem se oferecendo para os vizinhos como as gêmeas fizeram, ela é a protagonista feminina do filme, e nos anos 80 era muito raro (para não dizer 'impossível') que a protagonista fosse 'uma qualquer' que ficasse pelada e se oferecesse para qualquer homem que aparecesse.

Mas, o legal também é que a produção resolve dar um destaque para Sara e o seu namorado, Doug. Digamos que se não existisse os Jarvis no filme, esses dois seriam os protagonistas, eles são os mais racionais do grupo. 


Ted se acha o cara que sabe sobre mulheres e fica dando conselhos para Jimmy (interpretado por Crispin Glover, também conhecido pelo seu incrível papel em 'A Vingança de Willard'), que se acha um panaca quando o assunto é mulher. 

Quando a noite chega, os massacres começam. Primeiro, Samantha fica com raiva de Paul por ele ter beijado uma das gêmeas e resolve ir tomar um banho no lago para relaxar... á ela se torna a primeira do grupo a morrer. Em seguida, Paul vai atrás dela para fazer as fazes e se torna a segunda vítima. 

Na casa Ted fica com Tina, Sara com Doug... Terri preferi ficar sozinha do que com o Ted.

Enquanto isso, Trish vai na floresta atrás do Gordon, o cachorro da família, mas ela acaba encontrando uma barraca montada no meio da mata. Ao analisar as coisas de dentro do local, ela vê notícias sobre a história do menino afogado no lago. É aí que Rob aparece e explica o que está acontecendo. Rob é irmão de Sandra que foi morta na parte 2 quando o Jason enfia a lança nela e no namorado enquanto estavam na cama. Ele sabia que o assassino estava vivo já que o corpo havia sumido do necrotério do hospital e os corpos dos enfermeiros nunca foram encontrados. Ele estava caçando Jason.

O tempo estava chuvoso na região. A sra. Jarvis ao perceber que não tinha ninguém na casa, vai lá fora procurar pelos filhos, logo, Jason a mata... Não vemos a morte dela, só vemos ela se assustando ao olhar para o lado, não que isso afete o filme, mas achei estranho não mostrarem como ela foi morta.


Depois disso, Jason parte para a casa ao lado, começado com a Terri que resolve ir embora sem a irmã que está com Jimmy... Passando por Jimmy e Ted. E por fim, chegando em Doug e Sara. Agora, um ponto importante de falar a respeito desse massacre, é que assim como na parte 7, esse sofreu com a censura, as mortes são mais demoradas e mais foco na cara das vítimas, os DVDs convencionais não tem essas mortes nem nos extras. E sim, o filme tem bastante cenas deletadas também, e embora elas não tenham tanta importância na trama. As cenas agregariam mais valor a trama pela pequena exploração dos personagens. No fim dessa critica, postarei um vídeo com 7 minutos dessas cenas deletadas. 

Trish e Rob vão ver se Tommy e a sua estão bem em casa. Tommy está tranquilo, mas a mãe está desaparecida, e com a chuva que está caindo é estranho ela não ter voltado para casa ainda. Então eles resolvem ir até a casa dos vizinhos para alertá-los de que existe uma chance de que Jason possa estar por perto. 


Ao chegarem lá, eles se deparam com a casa totalmente vazia e sem luz. Rob acha que pode ser apenas um fusível e vai checar no porão, enquanto isso Trish vai explorar a casa. É aí que ela encontra Doug morto no banheiro do segundo andar da casa. Bom, eu particularmente achei a atuação de Kimberly Beck incrível, bem convincente. 

No porão, Rob se torna mais um vítima do Jason... Trish, armada apenas com um facão, corre de volta para a sua casa. É curioso notar como Jason arruma os cadáveres de suas vitimas pela casa. A moça ao tentar sair se depara com Sara jogada no chão numa porta e com Jimmy pregado na entrada principal da casa, mas saber porque o Jason faz isso não importa, o que importa é que ficaram legais hahaha. A gente ignora alguns fatos como, ao invés de Trish passar por cima do corpo de Sara, ela prefere quebrar uma janela e passar por ela.


Ao chegar lá, Trish pede ao Tommy pregos e martelo para fechar a porta e trancar as janelas. Contudo, eles estão fugindo do Jason, e todo mundo sabe que nenhum prego ou tranca de janela pode impedi-lo... Outro situação notável do filme, é relação de amizade entre Tommy e Trish, achei legal isso. A forma de como Trish enfrenta o Jason com marteladas para fazê-lo soltar Tommy, é muito boa. 

Bom, nesse começo da perseguição final nós percebemos que o vilão está mais implacável que antes visto na parte 3. Ele arromba portas com muita facilidade, se joga contra janelas para pegar as suas vítimas e corre, ele corre muito... Tanto que em determinado momento da fuga de Trish, que resolve distrair Jason para dar chance para Tommy fugir, se vê obrigada a se jogar pela janela do segundo andar da casa dos vizinhos. E gente, essa para mim foi uma das melhores cenas de toda a franquia... Em câmera lenta nós vemos do momento em que ela quebra o vidro da janela com o corpo até o momento em que ela atinge o chão. 


Enquanto isso, Tommy resolve fazer um novo visual baseado numa foto de jornal cujo pequeno Jason (o menino deformado mostrado no final da primeira parte) é a sua inspiração vital.

Trish ao voltar para a sua casa, enfrenta mais uma vez o Jason com o facão, temos direito até a um golpe de Trish na mão do vilão com foque no corte. Quando Jason está prestes a matar Trish, eis que surge Tommy, totalmente careca e pálido chamando o assassino. Acho que Jason se identificou com o menino... Acho que a ideia de Tommy era fazer o Jason se lembrar de como ele era antes de morrer, e por alguns momentos deu certo. Bom, a distração teve tempo o suficiente para Trish pegar a arma e dar um golpe que tirara a mascara do sociopata. 

Jason estava bem diferente do visto na parte 3, estava mais apodrecido e feio. Lembrando que a história desse passa há apenas dois dias da parte 3.

Trish fica em estado choque e deixa o facão cair no chão, Tommy o pega e dá um golpe certeiro na cabeça do vilão e depois o enche de vários outros golpes ao longo de seu corpo, Trish fica em choque olhando o irmão finalmente matando Jason.

E literalmente falando, Jason morre nesse filme... Só volta a viver na parte 6 por uma bobagem do próprio Tommy, mas isso é um caso para outro critica, por enquanto o que é preciso saber é que o fim de um pesadelo que vinha se estendendo desde a parte 2 termina aqui.

O filme acaba com Trish recebendo a visita de Tommy no hospital, os dois se abraçam e o filme acaba com Tommy olhando para a câmera com um olhar sério. Nesse final não fica claro porque Tommy fez aquela cara, mas segundo o que é mostrado na parte 5, podemos dizer que foi naquele momento em que o garoto passara a ver a imagem do Jason na sua frente, o encarando. Para quem não viu a parte 5, então sugiro que veja para fazer mais sentido com o que estou falando.

Esse filme é facilmente um dos melhores da franquia mesmo... A atuação, as mortes e as cenas são muito boas, sem contar a excelente trilha sonora que para mim é uma das melhores da franquia. 

Um fato interessante desse filme é que ele possui um final alternativo onde mostra uma sequência de sonho. Trish e Tommy acordam na manhã seguinte ao som de sirenes da polícia, depois de matarem Jason. Trish pede para Tommy chamar a polícia. Então ela percebe água pingando do teto e vai investigar. Ela entra no banheiro no andar de cima, e encontra o corpo de sua mãe, que estava na banheira. Nesse momento, a Sra. Jarvis abre os olhos e Jason aparece atrás de Trish pronto para atacar. Trish, de repente, acorda no hospital, essa cena lembra bastante o final do primeiro filme. Em seu comentário, o diretor diz que esta cena foi cortada porque interferia na ideia de que este seria o último filme da série... Seria, mas como vimos nos anos que se sucederam, a franquia estava longe de acabar. E pelo menos para mim, o final que ficou no DVD já evidenciava uma continuação.

Existem outras curiosidades sobre o filme:

Ted White, o ator que interpretou o Jason nesse filme, se recusava conversar com os atores no set de filmagem alegando que assim ele estaria contribuindo para aumentar o temor ao redor de seu personagem. Bem louco isso. 

Durante as filmagens, um homem estranho observava a atriz Kimberly Beck (Trish) enquanto ela corria no parque, e ela também recebia telefonemas estranhos a toda hora. Isso parou quando a produção do filme acabou. 

O filme conseguiu uma bilheteria de aproximadamente 32 milhões de dólares no mundo, nos Estados Unidos ele conseguiu um pouco mais de 11 milhões de dólares e estreando em primeiro lugar nos cinemas. 
Abaixo segue o vídeo com algumas cenas deletadas do filme... Não são cenas importantes que farão você ver o filme com outros olhos, mas como disse antes. É interessante por de alguma forma ele aprofunda os personagens e as suas relações.


E abaixo segue o vídeo com o final alternativo do filme


Então, com todos os pontos vistos acima, Sexta Feira 13 - Parte 4 Capítulo Final, deve ser considerado como o 'DVD de ouro' da sua coleção 'Friday 13th'. Nota: 8,0.



  
Direção: Joseph Zito.
Produção: Frank Mancuso Jr.
Roteiro: Barney Cohen e Bruce Hiderni Sakow
Musica: Harry Manfredini.
Elenco: Kimberly Beck, Peter Barton, Corey Feldman, Erich Anderson, Crispin Glover, Alan Hayes, Barbara Howard. 

Por: Michael Kaleel.

Um comentário:

  1. Anônimo1/24/2015

    Pra mim é o melhor filme da franquia. Otima critica parabens.

    ResponderExcluir