Crítica: Tamara (2005) - Sessão do Medo

6 de janeiro de 2015

Crítica: Tamara (2005)


"A vingança é gostosa".

Tudo bem, essa tagline é meio tosca, mas é a oficial. Bom, a crítica de hoje é do filme Tamara que assisti há uns cinco anos, numa exibição na SBT. Era muito "ingênuo" na época e adorei o filme. Muito sangue, uma protagonista gostosa ótima e uma história legal. Anos depois, quando a emissora reprisou o filme novamente, assisti novamente, mas com uma mente mais amadurecida, e percebi algo: Ainda estava com a mesma opinião.

Vou explicar mais depois da sinopse: Tamara (a beldade Jenna Dewan, American Horror Story - Asylum) é uma garota reclusa e à-la-Carrie que nutre secretamente uma paixão por seu professor de inglês (Matthew Marsden, Anaconda 2 - A Busca Pela Orquídea Sagrada). Nas horas vagas, ela pratica bruxaria. Quando ela publica uma notícia de que os jogadores de futebol da escola estavam usando drogas no jornal, os mesmos, junto com suas namoradas populares, resolvem se vingar. Armando um encontro falso com seu professor, os garotos atraem Tamara até um hotel, onde a humilham. Porém, a brincadeira vai longe demais e a garota acaba morrendo.

Com medo do que possa acontecer, os garotos a enterram num bosque e seguem suas vidas. Porém, no outro dia, Tamara reaparece na escola, dessa vez, mais corpulenta, sem os óculos e espinhas... resumindo: volta gostosa. A partir daí, Tamara começa a se vingar de todos que a humilharam e colocar em prática o plano de seduzir seu professor.


Tudo bem, o filme é tosco. Tem um roteiro difuso, péssimos efeitos especiais e um elenco em que quem só se salva é a protagonista. Mas ele é divertido. É um tipo de Carrie só que mais violento e sem poderes "X-Menáticos". Uma versão da história de Stephen King nas mãos de diretores de trash. Até por que, todo mundo - e eu digo todo mundo mesmo -, assiste um filme trash de vez em quando, só para dar umas risadas.

E é assim que eu encaro esse filme. Uma homenagem repaginada dos filmes trash e slashers na década de 2000. Uma mistura de May - Obsessão Assassina Carrie, porém, claro, sem chegar nos pés dos mesmos. Acho algo muito hipócrita uma pessoa só assistir à filmes clássicos, para se auto-titular uma pessoa culta, e ignorar filmes como esse, que pode não se comparar aos filmes-referências, mas que consegue cumprir a única coisa que o mesmo quis desde o começo: divertir.

por Neto Ribeiro

Título Original: Tamara
Ano: 2005
Duração: 94 minutos
Direção: Jeremy Haft
Roteiro: Jeffrey Reddick
Elenco: Jenna Dewan-Tatum, Matthew Marsden, Katie Stuart, Chad Faust, Claudette Mink

2 comentários:

  1. Anônimo1/29/2015

    Boa crítica, você só esqueceu de citar que a Tamara só retorna dos mortos por ter feito uma bruxaria, omitir essa informação deixa a entender que ela simplesmente voltou sem razão alguma, e empobrece a história do filme.

    ResponderExcluir
  2. O filme é ruim, mas você disse uma verdade: Todo mundo já assistiu um filme trash na vida.

    ResponderExcluir