Crítica: Final Girl (2015) - Sessão do Medo

12 de julho de 2015

Crítica: Final Girl (2015)

Sabe aqueles filmes que você vê o trailer dele e se anima todo, mas daí ele fica engavetado e demora anos para lançar? E ainda lança quando você nem se lembra mais dele. Final Girl é um deles. O projeto chegou aos ouvidos de cinéfilos por volta de 2012 (sendo que ele foi gravado em 2013). A partir daí, ele passou quase 2 anos, liberando apenas alguns trailers pra só sair agora!

Acho que o principal motivo dessa ansiedade para o filme foi por dois motivos: ter a incrível Abigail Breslin no elenco e por ter uma premissa tão interessante, apesar de parecer bem familiar. O filme prometia mostrar uma final girl bem diferente do geral. Pra quem não sabe, final girl é um termo usado pra designar aquelas garotas que sobrevivem em filmes de terror, aquelas que enfrentam o vilão.


No enredo, quatro jovens liderados por Jamieson (Alexander Ludwig, Jogos Vorazes) se reúnem quase todos os dias para escolher uma garota indefesa, persegui-la e matá-la na floresta. Um dia, eles acabam escolhendo Veronica (Abigail Breslin, Scream Queens), mas descobrem tarde demais que ela não é uma garota indefesa. Na verdade, Veronica vem sido treinada por William (Wes Bentley, P2 - Sem Saída), desde pequena quando seus pais morreram. E que na verdade, foi ela que escolheu eles, e não o contrário.

Então, como é que um filme com uma premissa tão interessante, com um elenco ótimo e que prometia um filme de terror diferente e ao mesmo tempo igual ao esperado pode ter dado errado? Apenas uma resposta: Tyler Shields, o diretor. Se quiserem, podem usar a desculpa "Ah, mas era o primeiro filme dele". Sim, e deu pra ver que ele tem um caminho em mente para perseguir, mas esse caminho não é definitivamente o terror.

Em cenas que poderiam ter dado ótimas cenas de perseguição e sangue pra todos os lados se tornam ensaios fotográficos. E já era de esperar, já que Shields era um fotógrafo antes de se arriscar no cinema. Como resultado, um filme que deveria ser cru e sujo se torna politicamente correto e artístico demais pro seu próprio bem.


Abigail Breslin consegue tomar toda atenção e um pouco mais. Sério, eu amo essa garota! Atriz bastante talentosa, linda e carismática. Parece que o papel de Veronica foi feito para ela. Alexander Ludwig não passa de um rosto bonito no filme, não acho que ele atua bem. Já Wes Bentley faz apenas o necessário, sem se destacar em nada, sendo apenas um nome de peso no elenco. 

Achei ele fraco demais pro seu potencial. Merece a conferida pela Abigail Breslin.
por Neto Ribeiro

Título Original: Final Girl
Ano: 2015
Duração: 84 minutos
Direção: Tyler Shields
Roteiro:  Adam Prince
Elenco: Abigail Breslin, Alexander Ludwig, Wes Bentley

4 comentários:

  1. Criei expectativa demais, talvez por isso tenha me frustrado de forma tão avassaladora. No cinemas temos Final Girls que se tornaram ícones absolutas como Ripley, A noiva Beatrix Kiddo, Adrienne King do original Sexta-Feira 13 em menor escala se comparada as outras 2 mas no início dos anos 80 presumo que foi uma das referências de heroina dos Slasher Movies. Em um filme cujo título deveria ser uma excelente homenagem a essas personagens tão emblemáticas, tem uma Abigail Breslin que transmite a td tempo uma insegurança extremamente visível em sua expressão, não passa credibilidade alguma, mesmo nas cenas com seu "treinador", o quê ficou evidente pra mim foi a fragilidade, a vulnerabilidade de alguém em constante pavor. Uma Final Girl legítima seria destemida, furiosa, segura de suas capacidades físicas e psicológicas mas infelizmente Abigail não cumpre o papel, atuação framboesa do ano!!!! O roteiro poderia ter rendido um ótimo exemplar do gênero mas td é muito ruim, os atores, a edição, a fotografia como foi citada passa uma assepsia e olha que nas cenas na floresta tem neguinho caindo, apanhando, morrendo mas Abigail com penteado impecável e vestidinho vermelho bem limpinho. Realmente a única sobrevivente ou seja a garota que sobrou mas jamais A Garota Final.

    ResponderExcluir
  2. Não é de terror, isso da pra ver pelo trailer

    ResponderExcluir
  3. Esse filme me lembrou aquele "Você é o próximo", só que a mocinha deste filme é muito mais esperta, violenta e durona que a de Final Girl.

    ResponderExcluir
  4. Julio cezar andrade de carvalho4/27/2017

    Realmente só o q presta nesse filme é essa garota...

    ResponderExcluir