Crítica: O Convite (2016) - Sessão do Medo

10 de abril de 2016

Crítica: O Convite (2016)

Não há o que temer.
Eu ia dar uma pausa nas críticas, mas eu simplesmente não podia deixar esse filme passar. Vocês devem estar se perguntando, que filme é esse? Realmente, muita gente deve desconhecer a existência. Não teve o marketing merecido e foi lançado bem sorrateiramente no mercado americano. The Invitation é o novo filme de Karyn Kusama, que foi responsável pelo Garota Infernal com Megan Fox. Mas não se engane, se você o considera um péssimo filme, sem dúvidas ela se redime aqui.

Não sei muito bem em que gênero classificar esse filme. Parece drama, com toques de suspense, thriller, mistério... Para falar a verdade, é uma mistura - muito bem feita, por sinal - de todos esses. Com um desenvolvimento cheio de paranoia à lá Hitchcock, The Invitation é um filme que você não deve de jeito nenhum perder esse ano.

O que devo falar logo aqui é uma dica essencial para a experiência exata do filme: não veja trailers nem nada do tipo. No máximo, olhe só o poster, como eu fiz. Quanto menos você saber sobre a história, melhor. Por isso, vou colocar uma sinopse resumida ao extremo: Will (interpretado pelo cover do Tom Hardy, Logan Marshall-Green, que já fez Prometheus e Demônio) era casado com Eden (Tammy Blanchard), mas após a morte acidental do filho deles, ela desaparece. Dois anos depois ela retorna com um novo marido, convidando-o para um jantar, junto com velhos amigos dele e a nova namorada, Kira. Digamos que o jantar toma rumos inesperados.


De antemão, The Invitation é um filme parado. Então se você espera muita ação, não vai achar muito aqui. Para falar a verdade, é um filme construído bem lentamente, semelhante a um drama, mas que sem dúvidas, consegue te deixar desconfiado. E esse é o verdadeiro pote de ouro. O mistério está sempre presente ali, desde o primeiro minuto. Assim como o personagem principal, somos expostos ao nosso instinto. Há alguma coisa de errada naquele jantar ou é apenas paranoia?

Enquanto o filme ia passando, eu ficava criando 500 teorias na cabeça, de como aquela história poderia terminar. Isso por que ele nunca deixa muito claro que tipo de história é. Seria apenas um drama sobre o luto, onde o protagonista não sabe lidar com a superação da ex-esposa? Seria um suspense sobrenatural? O filme teria algum tipo de "terror" propriamente dito? Só assistindo para ter a conclusão.

AVISO: SPOILERS A FRENTE SOBRE O FINAL
Sobre o final, vi que algumas pessoas ficaram encucadas e não entenderam, mas é bem, bem simples. Eden e seu novo marido faziam parte de uma seita que escolheram aquela noite para realizar sacrifícios. No quintal da casa de Eden, havia uma luminária vermelha, que fazia parte do ritual e marcava a casa, significando que aconteceria um ritual ali. Quando os sobreviventes vão ao lado de fora e veem outras casas com outras luminárias vermelhas, quer dizer que houve também sacrifícios naquelas casas e outros membros da seita estavam lá!
AVISO: FIM DOS SPOILERS


Infelizmente, não quero falar muito sobre o filme, por que temo que posso soltar algum spoiler. Também não quero dar mais detalhes da história, pois como falei, recomendo que vejam completamente às cegas. Mas não podia perder a chance de recomendar esse filme.
por Neto Ribeiro

Título Original: The Invitation
Ano: 2016
Duração: 99 minutos
Direção: Karyn Kusama
Roteiro: Phil Hay, Matt Manfredi
Elenco: Logan Marshall-Green, Tammy Blanchard, Michiel Huisman, Emayatzy Corinealdi, Lindsay Burdge, Mike Doyle, Jay Larson, John Carroll Lynch



Description: The Invitation é um filme que você não deve de jeito nenhum perder esse ano. Rating: 4.5 out of 5

55 comentários:

  1. Anônimo4/21/2016

    Muito tenso e muito bom

    ResponderExcluir
  2. Grande filme! boa recomendação

    ResponderExcluir
  3. Bem parado mas bem parado, mas é aquele parado que gostamos o sósia do tom hardy e muito melhor que ele e ele nos leva na paranóia juntos. sinceramente também pensei em vários finais
    e superou em todos que pensei bem acima da média nota 4 de 5!!1

    ResponderExcluir
  4. Adorei esse filme! Realmente ele é bem lento mas acho que é justamente para aumentar a tensão e para dar tempo para a gente formular mil teorias sobre o seu final. Não dá pra falar nada porque seria como contar o final de "O Sexto Sentido" por exemplo... Uma coisa é certa: são os 25 minutos finais mais agoniantes dos últimos tempos...

    ResponderExcluir
  5. Também gostei muito, a lentidão não é um problema já que você sempre recebia novas pequenas pistas, e se cobria de suspeitas junto de um medo de estar paranóico como o protagonista parece estar. Interessante demais.

    ResponderExcluir
  6. Acabei de assistir e já vim procurar as críticas na internet. Amei demais, sem falar que gosto muito do Logan Marshall-Green. Inclusive, decidi assisti o filme depois que vi ele no elenco. Recomendo muito!! Não deixem que a maior parte do filme paradão enganem vcs... Ele vale muito a pena assistir até o final!!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo7/08/2016

    BAh, achei uma merda o filme...acabei de ver... troço mais manjado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8/25/2016

      100% razão.

      Excluir
    2. Anônimo12/14/2016

      BEM previsível e clichê.

      Excluir
  8. Acabei de ver o filme e me senti confusa, não entendi o final ;-;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anna, releia o post, eu fiz um parágrafo explicando o final.

      Excluir
    2. Ahhh agr consegui entender! Valeu por explicar ;)

      Excluir
  9. eu nao entendi o que é a luz vermelha do lado de fora nas casas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Significa que outras pessoas foram mortas por conta daquele ritual

      Excluir
  10. Mas o que significa os helicópteros e a policia? eles foram achados ou foram mortos pelos outros participantes da seita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é deixado em aberto.

      Excluir
    2. Os helicópteros e polícia são por causa da imensidão de tiros e chamados feitos com certeza. Lembre-se que era para o ritual ter terminado bem antes, com o vinho ;)

      Excluir
  11. cara. até o final eu não vi eles falando de seita e pá, entao eu nunca imaginaria que era por causa da seita. Achei bacana mais a história ficou mal contada, vi o filme inteiro e só vim mesmo entender com os spoiler aqui do site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A seita é sim mencionada, várias vezes, é aquela comunidade que Eden e o marido novo visitou nas férias. A mesma onde eles conhecem aquela magrinha louca e o outro cara, rs.

      Excluir
  12. Foi definitivamente um dos melhores filmes que eu vi esse ano. Genial.

    ResponderExcluir
  13. Bom final. Realmente, poderia ou não ser uma paranóia do personagem. Porém, nada espetacular.
    Tinha percebido que estava havendo sacrifícios simultaneamente em outras casas. Porém, não havia notado as luzes vermelhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vc percebeu que estava acontecendo outros sacrifícios? Em que momento existe essa dica?

      Excluir
  14. Anônimo7/14/2016

    Tenho uma dúvida, aquela mulher que foi embora na festa, porque se sentiu incomodada, ela foi embora mesmo ou aquele careca matou ela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também queria saber

      Excluir
    2. tbm fiquei com essa duvida, pelo visto nunca vou saber

      Excluir
  15. Anônimo7/17/2016

    Também gostaria de saber daquela que saiu antes do jantar!

    ResponderExcluir
  16. Logo no início eu desconfiava que todos estavam armando pra matar o Will e a Kira. Mas na metade do filme comecei a pensar que o cara só tava imaginando coisas. É um filme muito bom.

    ResponderExcluir
  17. Filme muito bem construído. Foge da maioria dos filmes, regrado de sustos já manjados. Adorei o fato como te faz imergir no jantar, e a construção de cada personagem ficou ótima. Ahhh que final foi esse? Deixou de boca aberta..Adorei mesmo! Fomos coroados com esse filme e também com o maravilho Green Room.

    ResponderExcluir
  18. Alguém lembra que teve uma parte logo no começo que é um flash da loirinha doida da ceita lavando a mão de sangue??

    ResponderExcluir
  19. Super recomendo,fui assistir sem ter nenhuma info do filme e adorei!

    ResponderExcluir
  20. o poster do filme denunciando a bebida envenenada, podia ter um outro titulo tambem... durante o filme ficou na cara que ia ser um culto suicida/assassinatos, pela trilha sonora, os personagens agindo extranhamente.
    Mas o final foi diferente não sobrou apenas o protagonista, igual muitos outros filmes

    ResponderExcluir
  21. A principio, eu imaginei que eles queriam matar todos que sabiam e estavam presente na morte do filho, pois assim ela conseguiria "esquecer", ou nao mais sentir dor.... mas agora que li sobre fazerem sacrificios e varios locais fazendo o mesmo, me deu um nozinho aqui, tipo, sera que todos queriam sacrificar pessoas aleatorias so para ter o ritual ou se todos vao sacrificar pessoas que lembrem eles a sua dor pessoal....

    ResponderExcluir
  22. Muito bom mesmo.
    ótima mistura de suspense e drama.
    o final é surpreendente e mesmo assim o filme trás dicas o tempo inteiro sobre qual seria...
    a atuação do protagonista foi sensacional.

    spoiler adiante:
    O vídeo que o Will assistiu sozinho foi o toque perfeito para transformar a paranoia dele em algo plausível.

    Eu pensei "nossa, se eles não tivessem mostrado o vídeo e não tivessem falado do culto, o plano deles teria dado certo, que burros..." Mas isso porque como expectadora, eu achei que se estivesse ali eu perceberia que algo estava muito suspeito e até iria querer ir embora mais cedo. Só que a verdade é que se eu estivesse ali eu seria como um dos convidados, acharia muito estranho, mas não perigoso. Ainda mais porque parecia que eles estavam querendo vender o culto mesmo, fazer com que todo mundo participasse, então não teria nem razão pra pensar que a vida de alguém estava correndo algum risco.

    O jogo "eu quero" deu a ideia de "faça e diga o que quiser, não haverá consequências, pois vamos morrer", mas não de uma maneira forçada que deixe o expectador com 100% de certeza que é isso o que estava acontecendo

    Will ser o único paranoico também faz perfeito sentido, pois ele é o único que realmente conhece a ex esposa dele e conseguiu perceber que ela não estava normal.

    Enfim, tudo o que foi feito e dito no filme ocorreu na medida certa para suportar o final e ao mesmo tempo deixar a possibilidade de um final em que o Will apenas estava paranoico por conta do trauma sofrido também ser aceitável. Acho que isso foi o que eu mais gostei no filme.

    acho que a única coisa que eu poderia reclamar é o fato dos 2 malucos escolherem passar por esse ritual com pessoas que eles nem conhecem ao invés de fazer um ritual próprio com pessoas que já foram importantes em suas vidas.

    ResponderExcluir
  23. Anônimo8/25/2016

    Filme para idiotas.

    ResponderExcluir
  24. Anônimo8/29/2016

    Achei o final extremamente óbvio e clichê, o que difere do restante do filme.
    Na verdade, o filme inteiro entrega que o final é algo do tipo que aconteceu. Desde o culto estranho, até os convidados excêntricos.

    ResponderExcluir
  25. Anônimo9/18/2016

    Não lembro de ter assistido um filme tão tenso. O filme é ótimo!

    ResponderExcluir
  26. Horrível, horrível, horrível... Não recomendo...

    ResponderExcluir
  27. Anônimo9/23/2016

    Bosta... Do começo ao fim... Horrível, não recomendo...

    ResponderExcluir
  28. Anônimo10/17/2016

    Achei meio merda... Não é, nem nunca será genial como muitos estão dizendo. Pq a vizinhança inteira estaria fazendo parte da seita? Não é dada nenhuma dica a respeito disso. Será que todos tiveram algo traumático na vida deles como a perda de um filho? Pq o novo marido da Eden resolveria o problema (que não é dele) matando todos os amigos dela e a si próprio? Pq aquele careca e aquela loirinha estão tão compenetrados em "ajudar" os outros lunáticos? Qual a ligação deles com o casal suicida. MERDA define a história do começo ao fim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tanto o novo marido da Eden, quanto o careca e a loira fazem parte da seita. Eden os conheceu lá. O por que da vizinha estar participando disso é subjetivo.

      Excluir
    2. Mas o novo marido da Éden tbm tinha passado por um trauma, eles se conheceram em uma terapia de apoio ao luto, enquanto ela ainda era casada com o Will. Eles voltaram para o bairro já fazia tempo, e foi ai que possivelmente conseguiram multiplicar isso. Uns foram convencendo outros. E como pode ver, basta a pessoa querer morrer, que ela aproveita e mata as outras.

      Excluir
    3. Só não gostei que não é mostrado se a loira que vai embora antes more ou não. Mas acho que sim pelo final...

      Excluir
    4. Robson, segundo a diretora, ela foi morta sim. Havia uma cena deletada em que eles achavam o corpo dela perto do fim.

      Excluir
    5. Só não gostei que não é mostrado se a loira que vai embora antes more ou não. Mas acho que sim pelo final...

      Excluir
  29. Anônimo1/17/2017

    Filme show.... Dá pra perceber que algo está errado. Quando o coreano chega achei que todos tinham armado pra pegar o casal fazendo-o pensar que estava maluco. Paranóia do cara não cogitei. Só queria saber o que aconteceu com a moça que vazou fora. Creio que o careca a tenha matada assim que saiu de carro... Mas gostei do filme. Nota 8,0 de 10,0.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo a diretora, sim, o cara a matou. Eles gravaram a cena mas ela decidiu não incluí-la no filme pra não quebrar o suspense.

      Excluir
  30. Eu entendi o final da forma que vc disse (a maior parte da vizinhanca participava da seita), mas nao da forma como voce colocou... que outras pessoas morreram em sacrificio naquele dia. Entendi, quando o personagem pega na mao da namorada e diz "meu Deus", entendi que eles nao teriam como sair dali, apesar de terem se livrado de todas as ameacas ate entao.. Estavam cercados....
    Achei bom, mas nao isso tudo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o "Meu Deus" foi mais pelo choque ao perceber que a casa deles não foi a única. Mas isso daí é de cada um...

      Excluir
  31. Acabei de assistir e também achei o máximo, apesar do buraco que ficou com relação a morte ou não da loira, que havia saído da casa no início do filme (falha do roteirista). Quanto ao final, realmente entendi o que já foi dito por alguns de vocês acima. Todas as casas no entorno haviam participado da matança/ritual; e acho que foi por isso mesmo que a Eden pediu ao Will pra que a levasse para fora da casa, pois assim ele teria uma real noção do nível de loucura da seita. Quanto ao final, quando ele segurou a mão da Kira e chamou por Deus, foi pelo espanto ao perceber que tantas outras dezenas de pessoas das casas vizinhas haviam participado daquela loucura. E em relação ao barulho das sirenes da polícia e ambulâncias, e até mesmo dos helicópteros, se deu por conta do socorro que estava sendo prestado as demais casas, já que na casa em que eles estavam, o horror demorou a acontecer por conta do vinho "batizado" que o próprio Will evitou que quase todos eles tomassem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo a diretora, sim, o cara a matou. Eles gravaram a cena mas ela decidiu não incluí-la no filme pra não quebrar o suspense.

      Excluir
  32. Neto Ribeiro, quando a cena final em que o Will segura na mão da Kira e chama por Deus, você teve a mesma impressão que eu, ou sua impressão foi diferente da minha, como achou a Vânia Lage, no comment acima? Abço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o "Meu Deus" foi mais pelo choque ao perceber que a casa deles não foi a única. Mas isso daí é de cada um...

      Excluir
  33. Acabei de olhar o filme, aqui que entendi o final é razoável mas deixa várias lacunas.

    ResponderExcluir
  34. Obrigada pela explicaçãoeu havia ficado com dúvidas no final e agora entendi.

    ResponderExcluir