Crítica: O Chamado 3 (2017) - Sessão do Medo

22 de fevereiro de 2017

Crítica: O Chamado 3 (2017)


Depois de anos de enrolação e produção, chegou aos cinemas mundiais O Chamado 3 (Rings), que é a terceira parte da franquia-remake americana. O primeiro filme, lançado em 2002, já é uma adaptação ocidental do filme Ringu - O Chamado (1998), dirigido por Hideo Nakata. Estrelado pela ascendente Naomi Watts no papel da jornalista Rachel, a história acompanhava uma fita cassete cujo conteúdo, se assistido, causaria a morte do espectador sete dias após a vista. A morte era causada pela entidade maligna de Samara Morgan, uma garota que foi assassinada pela própria mãe, que a jogou dentro de um poço. Samara conseguiu sobreviver por uma semana antes de finalmente vir a falecer.

O filme fez um baita sucesso, arrecadando $249.3 milhões de um orçamento de apenas $48 milhões, além de ter sido muito bem recebido pela crítica e público, sendo considerado um dos melhores remakes de horror já feitos. Para não sair do costume, O Chamado 2 (2005) foi lançado três anos depois, não alcançando o mesmo sucesso do antecessor, mas ainda faturando bastante. O filme, no entanto, era mais genérico e menos focado no suspense. Desde então, boatos sobre uma terceira parte chegavam aos meios de notícia, sendo o mais famoso deles um filme 3D, que era parte da ideia do projeto até alguns anos atrás.


Quando O Chamado 3 entrou em produção em 2014, os fãs se animaram com a possibilidade de ver Samara Morgan, hoje um ícone reconhecido do gênero, de volta às telonas. Porém, a primeira dica de que o filme não seria tão bom foi a falta de fé do estúdio na produção, que foi adiada não uma, mas duas vezes. Geralmente, quando isso acontece, não é um bom sinal. Depois de 2 anos após a primeira previsão de estreia - e algumas regravações que ocorreram no início de 2016 -, o filme finalmente chegou aos cinemas, decepcionando geral.

Primeiro de tudo, o filme se passa no mesmo universo dos dois primeiros, ou seja, é sim uma sequência, porém não menciona muitos eventos dos anteriores e ainda ignora alguns detalhes apresentados no segundo filme, criando um grande furo no roteiro. Mas isso eu comento mais à frente.


O Chamado 3 abre com uma cena bem criativa mas rápida e sem muito efeito. Dois desconhecidos conversam num avião, quando a moça percebe que o rapaz está nervoso. Ele então explica a ela que assistiu uma tal de fita amaldiçoada, que se você a assistir, morrerá então 7 dias depois. Quando a moça comenta com a amiga sobre o que ele disse, descobrimos que ela conhecia a história é também já assistiu. Ao contrário dela, ele não sabia que precisava fazer uma cópia e exibir a fita pra um estranho pra se livrar da maldição. É quando a Samara sai do poço direto no avião através das minis TVs. Essa mesma cena foi a exibida num evento ano passado pra divulgar o filme e impressionou a muitos mas no filme não surtiu tanto efeito.

A história pula 2 anos, onde o professor Gabriel (Johnny Galecki) compra um aparelho VHS num sebo. O VHS supostamente pertencia a um universitário que morreu num acidente de avião há um tempo (sim, o da abertura). Ao levar pra casa, o cara descobre fita dentro do aparelho e acaba assistindo-a. Em outro plot, temos a jovem Julia (Matilda Lutz), cujo namorado Holt (Alex Roe), está partindo pra faculdade. Semanas depois, ela recebe uma mensagem estranha através do Skype, onde uma garota desconhecida (Aimee Teegarden) falando loucuras como "ela está voltando e dessa vez é pra valer". Achando se tratar de uma traição, Julia parte até a faculdade do boy pra descobrir o que está acontecendo.


Lá encontra o professor Gabriel, que está secretamente fazendo um experimento sobre o psíquico humano relacionado à fita - deixando claro que Julia não tem ideia da fita ainda. Quando ela reconhece Skye, a moça do Skype, ela a convida a vir junto pra poder explicar tudo. O que tava rolando era que após ver a fita, Gabriel descobriu toda a sua história e organizou o estudo com alunos, onde eles assistiriam-a e antes dos 7 dias se passarem, alguém viria e assistiria a cópia feito pelo aluno. No entanto, o aluno que faria isso pra Skye não aparece e ela acaba sendo a vítima de Samara. Acidentalmente, Júlia acaba se metendo em tudo.

Com uma espera de 12 anos para conferir a volta de Samara, O Chamado 3 infelizmente é uma decepção. Não sou daqueles que se influenciam por críticas externas (inclusive, as críticas estavam acabando com o filme) portanto me surpreendi com os primeiros 35 minutos, que trouxe algo diferente e bem promissor como o experimento de Gabriel e o sistema de "caudas", porém depois que isso passa o roteiro cai no limbo do genérico, trazendo uma mistureba dos filmes anteriores com o bônus de um novo detalhe que fura a história cronológica da franquia.


Embora o roteiro, que passou de mão em mão até finalizar com três roteiristas principais, seja aquém do potencial apresentado inicialmente, devo destacar a direção do F. Javier Gutiérrez que só tinha um filme em seu currículo antes de O Chamado 3 e que me surpreendeu por sempre tentar manter o clima de suspense em uma história que infelizmente caminhava ao óbvio a cada 10 minutos. Algumas cenas também foram bem dirigidas como a cena da Skye.

Pelo trailer que eu tinha assistido - o primeiro divulgado e mais nenhum -, já tinha algo que me deixava receoso e encucado que era o aparente uso de elementos como possessão e exorcismo e que, felizmente não foi muito explorado no filme e que, ao contrário do que eu pensei, não foi o que veio à "estragá-lo".

Apesar do final "ousado" e curiosamente induzido no trailer oficial (!), O Chamado 3 é uma oportunidade jogada no lixo de fazer um filme diferente e não foi dessa vez que tivemos um retorno impactante da Samara nos cinemas. A bilheteria também não foi muito aproveitável, embora não tenha sido um fracasso, então é meio improvável que um quarto filme com a ideia do desfecho seja feito.

por Neto Ribeiro

Título Original: Rings
Ano: 2017
Duração: 107 minutos
Direção: F. Javier Gutiérrez
Roteiro: David Loucka, Jacob Aaron Estes, Akiva Goldsman
Elenco: Matilda Lutz, Alex Roe, Johnny Galecki, Vincent D'Onofrio, Aimee Teegarden, Bonnie Morgan


Description: Rating: 2 out of 5

8 comentários:

  1. Realmente não assisti o filme com medo de me decepcionar, mas as criticas que vi em sites especialistas em horror movies me fizeram recuar a ponto de não dar uma chance pra colocar os pés no cinema... ¨.´

    Ei vi no catálogo de críticas do blog que não fizeram a crítica do filme 'Orgulho e Preconceito e Zumbis'. Recomendo assistirem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai pra lista, Lúcio, não acho que ninguém da equipe tenha visto ainda.

      Excluir
  2. Gosto de ver as criticas desse site, pois frequentemente concordo com os textos, porém eu discordo frontalmente dessa opinião. Faço parte da minoria que gostou, pois apesar de não achar um brilhante, ele não me entediou em nenhum momento. No início era aquela curiosidade de saber o que estava acontecendo com o Holt e aquele rebu em torno da figura da Samara. Depois da morte da Skye, a história mudou de rumo visto que as respostas do único mistério do filme já tinha sido posto na mesa. A partir dali as coisas ficaram mais lentas, mas é isso que é O Chamado. É uma busca incessante do protagonista para entender a porra da Samara. Não é um suspense de primeira, não quero igualar o suspense desse filme com o de O Convite, mas achei um bom filme sim. Dá para se divertir um pouco e tirar alguma coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi muitas pessoas dizendo que o filme era lento e também não achei isso. Só acho que ficou repetitivo já que essa busca pela verdade se repetiu no segundo e aqui no terceiro. Se o mistério que envolvia essa busca não fosse tão desnecessário e ainda instalasse um furo na franquia, até valeria a pena.

      Abraços!

      Excluir
  3. Afinal qual foi o buraco de roteiro que o filme teve?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ---- SPOILER
      No filme mostra que a mãe biológica da Samara, Evelyn, foi sequestrada por aquele padre e abusada, até depois do nascimento de Samara. Mas em "O Chamado 2" mostra que Evelyn estava num hospital psiquiátrico o tempo todo, tanto que ela tenta matar a Samara afogada lá.

      Excluir
  4. Anônimo6/21/2017

    Ela pode ter ficado o tempo todo lá,desde que chegou nesse hospital.Até onde eu sei ela fugiu bem jovem da igreja e das mãos do padre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em O Chamado 2 é especificado que a mãe de Samara chegou ainda grávida no hospital e no 3 diz que ela teve Samara ainda no cativeiro.

      Excluir