Crítica: Jason Vai Para o Inferno - A Última Sexta-Feira (1993) - Sessão do Medo

18 de maio de 2017

Crítica: Jason Vai Para o Inferno - A Última Sexta-Feira (1993)


Depois que o péssimo Parte 8 - Jason Ataca Nova York estreou em 1989, a franquia Sexta-Feira 13 entrou em seu maior hiatus até então. Desde sua estreia em 1980, os filmes da série foram lançados anualmente, com exceção do Parte 4 e Parte 7 que demoraram dois anos. Só que depois do baixo desempenho do Voorhees em Nova York, o criador original da franquia, Sean S. Cunningham decidiu readquirir os direitos da Paramount e junto com a New Line Cinema, comprou os direitos.

Quatro anos depois, chegou aos cinemas Jason Vai Para o Inferno, que foi acima de tudo uma forma de preparar o terreno para Freddy Vs Jason. Os planos para o crossover existia des desse tempo e foi a principal razão para a New Line comprar os direitos dos filmes, já que a mesma já detinha os direitos de A Hora do Pesadelo.

A nona sexta-feira 13, também subtitulada como "A Última Sexta-Feira" se passa após os eventos da Parte 8, embora não explique o que aconteceu entre os filmes. A explicação é dada através de uma HQ oficial, que mostra que Jason saiu de Nova York de volta à Crystal Lake, fazendo um rastro de vítimas no caminho. Isso fez com que o FBI iniciasse uma caçada contra ele.


É por isso que no início, Jason se envolve numa emboscada e acaba sendo estraçalhado por agentes do FBI. Os restos dele são mandados para o necrotério, onde o legista acaba ingerindo o coração podre de Jason (!). Então, o que acontece? Jason vira um tipo de parasita que possui o legista. E assim a trama segue, com Jason pulando de corpo em corpo até conseguir "renascer" com um descendente da própria família Voorhees (que inclusive aparece duas do nada, uma irmã de Jason e uma sobrinha!!!).

É a proposta mais absurda da franquia até hoje e mais fora da zona de conforto, já que dessa vez os protagonistas também não são jovens e sim alguns adultos da cidade de Crystal Lake - embora tenha alguns jovens que aparecem só pra serem mortos por Jason ou pela pessoa que ele está possuindo. E embora em outros filmes isso funcione, aqui faz o efeito totalmente contrário, pois o roteiro é ruim demais pra desenvolver essa ideia e acaba apostando em outros detalhes absurdos para a história. 

Peguemos por exemplo o excelente O Enigma de Outro Mundo (1982), em que há uma paranoia enorme em saber onde o parasita alienígena está. Aqui essa ideia é apenas apresentada de uma forma superficial e bem estranha, trazendo um clima sobrenatural para Jason. Como se seu coração fosse tão demoníaco e maligno, que pudesse possuir pessoas após a morte de seu corpo.


Por falar nos outros detalhes absurdos da história, o enredo traz uma mitologia totalmente nova e incoesa para a franquia, envolvendo adagas mágicas que podem derrotar Jason e até mesmo um Necronomicon, o Livro dos Mortos, que é uma clara referência à The Evil Dead e que por consequência, gerou a série de quadrinhos Ash vs. Freddy vs. Jason.

E por falar de referências, o famoso final do filme trazia a aparição especial de Freddy Krueger (de sua luva navalhada para ser mais específico), saindo da terra e pegando a máscara de Jason. O que para os fãs na época deve ter sido um grande fan service mas que ninguém imaginaria que só se tornaria algo concreto uma década depois, já que o projeto Freddy vs. Jason passava por constantes problemas e demorou mais tempo do que o esperado.

De coisa ruim o filme está cheio, lotado mesmo e ainda tem um bônus bem especial. Me respondam essa pergunta: como é que a equipe não percebeu que o olho fudido do Jason estava errado?! Quem acompanha a franquia sabe que Jason teve seu olho esquerdo danificado após levar uma facada na cara no Parte 4. Mas aqui, Jason está com seu olho esquerdo sadio enquanto o direito que tá fudido. Haja paciência!

Jason Vai Para o Inferno é um grande amontoado de erros, mal entendidos e situações que devem ser pra sempre esquecidas. Vai ser pra sempre a grande mancha na franquia, se estabelecendo como a pior sexta-feira 13. E apesar de os efeitos visuais nas mortes sejam bem decentes e melhores que algumas partes da série, não há salvação para essa condenação.
por Neto Ribeiro

Título Original: Jason Goes to Hell - The Final Friday
Ano: 1993
Duração: 88 minutos
Direção: Adam Marcus
Roteiro: Jay Huguely, Dean Lorey
Elenco: John D. LeMay, Kari Keegan, Erin Gray, Allison Smith, Steven Culp, Steven Williams

7 comentários:

  1. Wagner Tiger5/18/2017

    Essa parte 9 foi horrível!!! Em relação a parte 8 esse ganha em disparada pela ruindade.

    ResponderExcluir
  2. Nunca assisti essa parte 9, mas tenho curiosidade. Todos dizem que é ruim mesmo rs

    ResponderExcluir
  3. Anônimo5/24/2017

    De forma geral, nunca gostei dos filmes do Jason. Não tem nada de terror. Inclusive aquele que tinha como protagonista o Jared Padalecki. E Freddy Vs Jason foi uma grande piada assim como Jason X.

    ResponderExcluir
  4. Oh eu adorei esse filme kkkk gostei muito, melhor até que sexta feira 13 parte 7 na minha opinião

    ResponderExcluir
  5. Cara to procurando essa Hq que explica a ligação da parte 8 com a parte 9, e não achei, tem o nome em inglês? Ano? Autor? ou o melhor de tudo O LINK??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei onde você pode achar Mauricio mas a HQ se chama "Jason Goes to Hell: The Final Friday" e tem três volumes. O autor se chama Andy Mangels e foi publicada em 93 mesmo.

      Excluir