Crítica: Zombeavers - Terror no Lago (2014) - Sessão do Medo

3 de julho de 2017

Crítica: Zombeavers - Terror no Lago (2014)


O terror e a comédia são dois extremos opostos. Enquanto o terror quer fazer com que você tenha medo e se assuste com o que você está vendo, a comédia quer divertir, entreter e fazer rir. Então o que acontece quando o terror e a comédia se misturam num filme?... Primeiro de tudo, o roteiro precisa estar nas mãos de um excelente diretor com uma boa história uma vez que conciliar os dois gêneros não é trabalho para qualquer um, visto que se bem feito, é um deleite aos olhos dos fãs do terror. 

Podemos dizer que a união do humor com o horror se transforma no que chamamos de 'humor negro', ou seja, um subgênero do humor que utiliza situações mórbidas, de "politicamente incorretas", para extrair comicidade, ou que insere elementos mórbidos, macabros e/ou trágicos em situações cômicas. Entre os temas retratados pelo humor negro estão a morte, doenças, desgraças, entre outros. E esse ponto é o que faz muitos diretores fracassarem em seus filmes, utilizam essa técnica de forma errada fazendo o longa ficar forçado, ridícula ao extremo ou as duas coisas.

E aqui entra o filme Zombeavers, um longa com uma proposta até criativa, diferente, mas que perde com o seu roteiro sem noção. Os roteiristas Al Kaplan e Jon Kaplan, juntos com o diretor Jordan Rubin, começaram a trabalhar no texto para Zombeavers em 2012. Al Kaplan sugeriu o título e a história para Rubin, que adorou e propôs que escrevessem o filme.

Um fato interessante é em como essas coisas 'inimagináveis' chamam a atenção do público, seja por curiosidade ou por gostar desses tipos de histórias bizarras, não é atoa que filmes como 'Sharknado' fizeram tanto sucesso... É por isso muitas empresas investem nesse conceito nos dando conceitos cada vez mais surreais. O trailer do filme fora lançado em fevereiro de 2014 e logo se tornara viral. Durante a realização do projeto, os atores: Rachel Melvin, Cortney Palm, Lex Atkins, Hutch Dano e Peter Gilroy foram cotados para viverem o elenco  principal da película.

Indo para a história, três garotas vão para uma cabana perto de um lago aproveitar o final de semana, são elas: A FDP da Mary, a foguenta da Zoe e a 'vítima insossa' da Jenn. Enquanto Zoe e Mary querem aproveitar, Jenn quer se distrair já que ela descobrira que seu namorado havia traído ela numa festa. Mal elas sabem que alguns dias antes, um produto químico havia caído de um veículo e contaminara os castores da regiões os transformando em zumbis sedentos de sangue. Durante esse primeiro momento, conhecemos os vizinhos das garotas, Sr. e Sra. Gregorson, e um caçador que vaga pelas redondezas.  

Durante a noite, as garotas recebem a visita do trio: Sam, Tommy e Buck. Onde Sam é o cara que traiu Jenn, Buck é o caso de Zoe e Tommy é o namorado de Mary.  Os seis acabam ficando juntos na cabana no que podemos chamar de uma noite de sexo e muita baboseira de jovens com hormônios a flor da pele. Durante esse momento nós temos o primeiro encontro do grupo com um dos castores infectados, a priori, eles pensam que só era um animal com alguma doença, nada demais. 


O dia seguinte é o ponto inicial da qual a verdadeira luta pela sobrevivência começa. Temos divertidos momentos, inclusive uma cena que lembra bastante o divertido episódio "A Jangada" do filme 'Creepshow 2' de 1987 onde o grupo fica preso numa jangada cercada pelos castores que estão na água. As cenas com os monstros são divertidas e a história vai ficando mais interessante na medida que o vírus se espalha por entre as pessoas e os animais que vivem na floresta, porém, é só nisso, porque os personagens continuam burros e fazendo comentários extremamente idiotas frente a situação em que se encontram.

Imaginem só, todos os infectados viram castores mutantes zumbis (!!!), até um urso vira castor zumbi. Pessoalmente, eu não sei dizer se é muita criatividade ou falta dela para produzir um longa com essa premissa. No entanto, vendo como um todo, no mundo de hoje temos tubarão fantasma, areia assassina, bonecos assassinos, biscoitos assassino, camisinhas assassinas, até filmes com bananas assassinas já foram produzidos... Porque não um castor?

Enfim, conforme a situação vai ficando cada vez mais perigosa a medida em que a infecção se espalha pelos vizinhos e animais da floresta, o grupo vai tentando se proteger na cabana e tentam bolar um jeito de pedir ajuda. Enquanto isso, os jovens continuam fazendo burrice atrás de burrice. Quando Zoe e Tommy entram no carro para ir até a cidade em busca de ajuda, o resto do grupo tranca todas as entradas da cabana... Eles nem pararam para pensar em como iriam sair da casa uma vez que trancaram tudo com pregos e martelos.

Muita gente vai torcer o nariz para esse filme só pelo enredo, mas a verdade é que temos pontos muito interessantes para analisar. Primeiramente, é um filme que desde o começo se assume como um longa onde não deve ser levado a sério. Na sinopse da película nós já temos uma ideia do que esperar dele, então não temos propaganda enganosa e nem damos altas expectativas para ele, isso ajuda muito no resultado final. 

Além disso, dois fatores contribuem para a diversão e qualidade do longa. Uma é o fato de alguns momentos eles usarem bonecos eletrônicos e muita maquiagem (bem feita, por sinal), existem alguns momentos com efeitos de CGI bem toscos, mas podemos contar nos dedos. O outro ponto é a questão da imprevisibilidade, o filme brinca com clichês e esteriótipos fazendo o inverso do que a maioria dos blockbusters fazem. Na maioria dos longa metragens nós sabemos quem vai morrer e quem vai viver, nesse filme isso não acontece. Para um enredo não levado a sério como 'Zombeavers', muitos diretores e empresas cinematográficas poderiam aprender com esse longa com relação a esses dois pontos: Menos CGI e mais imprevisibilidade.

Não há duvidas que o longa poderia ser melhor, a história tem os diálogos mais sem noção dos filmes de terror de 2014, o elenco se esforça para dar algo com qualidade, mas o roteiro não deixa, ele contém situações que são absurdas, mesmo se tivesse uma epidemia de castores zumbis de verdade: Por exemplo, a cena em que, depois de perderem vários amigos e estarem sendo atacados pelos castores, um casal se tranca num banheiro para fugir dos monstros e acabam tentando fazer sexo ali mesmo, ignorando tudo o que está acontecendo em sua volta. Também temos muitas piadas sobre o corpo humano e sexo em momentos inoportunos, algumas delas chegam a ser vulgares, como a parte em que um membro do grupo diz para a namorada o porquê dele gostar de fazer unicamente sexo anal com ela.

Embora não seja nenhuma obra prima, no geral também não é uma perda de tempo, o filme possui muitos erros, mas também tem muitos acertos, e acaba se tornando um trash. Nota: 5,5.  

FICHA TÉCNICA

Titulo: Zombeavers - Terror no Lago.

Diretor: Jordan Rubin.

Roteiro: Jordan Rubin, Al Kaplan, Jon Kaplan.

Elenco: Rachel Melvin, Cortney Palm, Lex Atkins, Hutch Dano, Peter Gilroy.

Sinopse: Grupo de belos jovens universitários aproveita divertida estadia em uma cabana isolada de tudo e todos. O pesadelo começa quando eles são atacados por perigosos castores zumbis com sede de sangue.






Por: Michael Kaleel. 

Um comentário:

  1. O filme é muito tosco!! Terror comédia dos piores.

    ResponderExcluir