Crítica: Killing Eve | 1ª Temporada (2018) - Sessão do Medo

9 de maio de 2018

Crítica: Killing Eve | 1ª Temporada (2018)

Enquanto a americana Eve Polastri (Sandra Oh), uma brilhante agente do MI5 (serviço de segurança britânico), inicia sozinha e sem permissão de seus superiores uma investigação de uma série de assassinatos pela Europa que ela acredita ter conexão, a inescrupulosa e rebelde assassina de aluguel  russa Villanelle (Jodie Comer) se diverte matando mais uma vítima que daria sustentação a teoria de Eve. Ninguém acredita na americana até que mais sangue seja derramado. É ai que Eve se une a uma equipe para encontrar Villanelle e desmantelar o grupo para o qual ela trabalha.


A trama de Killing Eve pode soar repetitiva tendo em vista que é uma história de detetive caçando assassino. Contudo, ela se difere pela abordagem e qualidade do roteiro e em especial pelo time de atores afiado.

Dando partida em dois polos distintos, a história vai caminhando para o mesmo destino, o encontro explosivo das duas personalidades fortes da série. Apesar da contagem de corpos crescer a cada episódio, há uma certa energia entre as duas personagens centrais, talvez uma atração ou curiosidade que as intriga em questionar uma a outra e que as mantêm vivas. Assim como Hannibal Lecter está para Will Graham nas clássicas obras do canibal (tanto nos filmes quanto no seriado), o womance entre Villanelle e Eve é tão forte quanto perigoso para ambas. E é fantástico ver uma história tão bem produzida liderada por duas ótimas atrizes que presenteiam o público com uma de suas melhores atuações na carreira, e olha que a doutora Cristina Yang de Oh (em Grey's Anatomy, 2005) já é um trabalho monstruoso no currículo da atriz canadense.

O roteiro adaptado da série de romances de Luke Jennings (Villanelle) segue sempre ágil, surpreendente, cruel e por vezes com um humor sádico ou caracteristicamente britânico. As direções dos episódios também são eficientes, sempre tirando o melhor dos atores, com close em seus rostos em situações específicas por exemplo, e aproveitando as locações europeias de encher os olhos. A trilha sonora charmosa e única é outro ponto positivo, casando perfeitamente com as cenas e situações.


De um total de oito episódios, a série produzida pela Endeavor Content e transmitida originalmente pelo canal BBC America está indo para o sexto episódio no próximo domingo (13/05) e já foi renovada para uma segunda temporada. A HBO comprou os direitos de exibição para a Europa Central e Oriental, Ibéria e Escandinávia, contudo, no Brasil a produção ainda não ganhou distribuição. Fique atento no Sessão do Medo para mais novidades sobre essa série imperdível.           

poster
ficha técnica
Título Original: Killing Eve
Canal: BBC • Ano: 2018 • Duração: 43 minutos/ep. 
Direção: Jon East, Damon Thomas, Harry Bradbeer
Roteiro: Luke Jennings, Vicky Jones, George Kay, Phoebe    Waller-Bridge, Rob Williams
Elenco: Sandra Oh, Jodie Comer, Fiona Shaw.
Sinopse:  Eve (Sandra Oh) trabalha no serviço de segurança em britânico, mas seu emprego estável e dentro de quatro paredes não sucumbe o desejo dela de se tornar uma espiã. É por isso que quando a primeira oportunidade surge, a jovem não pensa duas vezes e mergulha em uma caçada incansável contra uma assassina. Agora, seu alvo é Villanelle (Jodie Comer), uma criminosa tão elegante quanto perspicaz. .

Nenhum comentário:

Postar um comentário