Crítica: Search Party | 1ª e 2ª Temporadas (2016 - 2017) - Sessão do Medo

11 de maio de 2018

Crítica: Search Party | 1ª e 2ª Temporadas (2016 - 2017)


Erroneamente vendida apenas como uma comédia, as duas temporadas já disponíveis de Search Party certamente perderam uma fatia de público considerável e passaram quase despercebidas. Se não fosse pela crítica e pelo boca a boca, certamente a série não tinha tido uma segunda temporada e já não estaria com uma terceira em produção. 

O mesmo erro fatal que prejudicou filmes como A Vila (2004), divulgando o longa como um terror, enquanto na verdade a produção é um romance dramático com toques de suspense e mistério, felizmente não se repetiu em grande escala com Search Party. Com um estilo simplista e europeu, a série é um surpreendente noir hipster com uma atmosfera nostálgica à la Scooby Doo. O humor tão presente nos videos de divulgação esconde por trás uma história cheia de reviravoltas e dramas de uma geração doente e tão perdida quanto neurótica. A série caiu nas graças da crítica, que só elogia a produção americana, e também nas do público certo, que obviamente poderia ser maior, mas descobriu essa preciosidade como em um mistério de sua personagem central, Dory Sief (Alia Shawkat).


O título Search Party é uma expressão em inglês usada para quando um grupo de amigos se reúne em busca de algo ou alguém desaparecido. Geralmente o termo envolve álcool ou festa em geral. Basicamente essa explicação resume um pouco da trama da série do canal TBS. Dory, uma jovem desanimada com o rumo de sua vida, assistente de uma milionária e presa em um namoro entendiante, descobre que uma colega de turma da época de faculdade está desaparecida. Ela acaba decidindo investigar o caso e envolve o passivo namorado Drew (John Reynolds) e os amigos de faculdade Elliott (John Early), um narcisista gay que mente sobre seu currículo para conseguir fama e atenção das pessoas, e Portia (Meredith Hagner), uma atriz insegura e fútil que tenta encontrar seu espaço ao sol na complicada indústria. Só que Dory se mete em uma confusão crescente como uma bola de neve e arrasta (sem mencionar que complica) a vida de todos ao redor.  



O interessante nessa história é que nada é o que parece. Aparentemente a série caminha para uma investigação criminal, mas Search Party é surpreendentemente mais que isso. Cada tema ali possui uma abordagem bem ácida e irônica e os últimos episódios da primeira temporada arrebatam o espectador, o deixando desamparado com um drama real e que reflete a vida da geração millennial, com seus vazios existenciais e seus dias entendiantes, os fazendo sucumbir por ideias e paranoias que nem sempre são reais ou representam perigo de fato. Contudo as consequências desses atos são. E lidar com o resultado disso é o que o espectador acompanha na segunda temporada.

Inteligente, criativo e cheio de surpresas, Search Party vai agradar aos fãs de um bom drama de mistério que foge ao convencional. Inclusive até mesmo os pôsteres de divulgação são bem diferentes e lembram livros de mistério, não carregam, porém, a carga dramática da história: 


    


poster
ficha técnica
Título Original: Search Party Temporada: 1/2
Canal: TBS • Ano: 2016/2017 • Episódios: 10/10 
Elenco: Alia Shawkat, John Reynolds, John Early
Sinopse: A história acompanha a vida de quatro jovens, na faixa dos vinte e poucos anos, que se unem quando uma velha conhecida dos tempos da faculdade desaparece misteriosamente. Alia Shawkat (Arrested Development) interpreta Dory, uma jovem frustrada com o rumo que sua vida tomou. Mantendo um emprego do qual não gosta e um relacionamento obsoleto com Drew (John Reynolds), um sujeito complacente que adora o natal, ela também sente a falta de seus amigos, Elliott (John Early), um narcisista que mente sobre seu currículo, e Portia (Meredith Hagner), uma atriz insegura e egocêntrica. Ao saber que Chantal, uma jovem que ela mal conhecia, desapareceu sem explicações, Dory se torna obcecada em desvendar o mistério. Assim, com a ajuda de Drew, Eliott e Portia, Dory tenta localizá-la. Mas logo o grupo percebe que se envolveu em uma conspiração sinistra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário