Crítica: The Sinner | 1ª Temporada (2017) - Sessão do Medo

25 de maio de 2018

Crítica: The Sinner | 1ª Temporada (2017)


Numa manhã ensolarada e calma, Nora Tannetti (Jessica Biel) mata brutalmente um homem no lago, na frente de dezenas de pessoas, incluindo seu marido Mason (Christopher Abbott) e seu filho Laine. Ela é presa e interrogada pelo detetive responsável pelo caso, Harry Ambrose (Bill Pullman). O grande Q da questão é: por que uma dona de casa, com uma ficha limpa e uma vida normal mataria um desconhecido de forma tão violenta na frente de todos e ainda recusa defesa, declarando culpabilidade logo de cara? Essa é o mistério da primeira temporada de The Sinner, série do USA Network distribuída aqui no país pela Netflix. Subvertendo os clichês de séries policiais, não precisamos saber quem matou mas sim o por quê e é, mas não somente isso, o grande diferencial do show e uma das principais razões para você começar a assistir, afinal são só oito episódios que passam voando uma vez que você os inicia.

O que mais me surpreendeu em The Sinner é que ela é mais do que apenas uma série policial. Em sua essência, ela é um drama que conta uma história bastante perturbada e imprevisível. Felizmente, sob mãos competentes e com um elenco afiado, tudo sai nos conformes. Baseado num livro de mesmo nome, escrito por Petra Hammesfahr, a série explora a vida conturbada de Cora à medida que o Detetive Ambrose investiga seu passado e as razões que ela teve (e talvez nem saiba) para cometer tal crime.


Esta viagem é datada até a infância de Cora, criada em uma casa regida sob a mão de ferro da sua mãe religiosa (Enid Graham), que a culpava pela doença que assolava sua irmã mais nova, Phoebe (Nadia Alexander). Nascida prematuramente, Phoebe tinha sempre recaídas e quando isso acontecia, a mãe culpava Cora por não ter se comportado ou orado o suficiente. Entre sua infância e o fatídico assassinato, Cora esconde segredos que nem ela mesmo lembra e cabe ao Ambrose descobrir.

Por ter um formato curto, a história consegue se desenvolver sem se esticar demais ou sem parecer muito corrida. O roteiro dá espaço para todos os personagens importantes brilharem e a direção sabe aproveitar o elenco para que todos entreguem boas atuações. Jessica Biel, que também produz, entrega a melhor atuação da sua carreira e faz aqueles que diziam que ela não atuava pagarem com a língua. Bill Pullman também se destaca mesmo com uma atuação acomodada - acho que o papel realmente combinava com ele. Gostaria muito que pelo menos Jessica fosse indicada ao Emmy e pelo que eu soube, o canal realmente vai investir nas campanhas deles para tentar uma vaga na premiação.


A cada episódio, novas peças do grande quebra-cabeça são reveladas e mesmo que você não saiba onde encaixá-las quando as recebe, no fim tudo se encaixa numa reviravolta muito bem feita e curiosa. Durante a temporada, viajamos pela infância de Cora e os anos antes de conhecer seu marido, que são particularmente essenciais para a resolução do mistério. O roteiro ainda se aproveita de alguns detalhes da história original que torna tudo mais interessante, como a existência de um padrão no ataque de Cora ou uma música que parece afetá-la, música esta que tocava momentos antes do assassinato. Qual a relação? Assista e descubra.

Mesmo com a história de Cora concluída, The Sinner continua. A segunda temporada já está em produção e trará o Detetive Ambrose de volta, investigando um caso em sua cidade natal onde um garoto de 11 anos matou seus pais. Definitivamente veremos mais do passado dele, um gancho deixado no último episódio desta, mas teremos mais um crime para resolver. Não há garantia que será tão boa quanto esta mas estamos na expectativa.
poster
ficha técnica
Título Original: The Sinner Temporada: 1
Canal: USA Network • Ano: 2017 • Episódios: 8 
Elenco: Jessica Biel, Bill Pullman, Christopher Abbott
Sinopse: A investigação acerca de um crime precisa acabar quando se sabe qual foi o crime e quem foi o criminoso? Quando uma jovem mãe de família comete um crime nefasto em público e se vê incapaz de explicar o motivo que a levou àquele estado de fúria súbito, um investigador se torna cada vez mais obcecado em entender as profundezas da psique da mulher, desenterrando os momentos de violência que ela tenta manter no passado, longe dos olhos do mundo.

Um comentário:

  1. The Sinner tem um fechamento imprevisível e empolgante, em oito episódios a série tem início, meio e fim, sem deixar pontas soltas. Vale a pena fazer uma maratona por que será impossível assistir um episódio por vez. As series são os meus passatempos preferidos já que existem produções de diferentes temas. Estive procurando novas series que fossem sair recentemente e a nova temporada de Sr. Ávila é a que mais chamou a minha atenção. Sem dúvida, é uma das melhores serie de drama, esta temporada vai ser um êxito, pelo o que li que o elenco esta confirmado por atores que são muito profissionais. É das melhores que já vi, a história é levada de uma forma perfeita porque mantém o espectador sempre interessado, é uma excelente opção para ver. Já conto os dias para a data de estréia!

    ResponderExcluir