Crítica: Os Pássaros 2 - O Ataque Final (1994) - Sessão do Medo

2 de junho de 2018

Crítica: Os Pássaros 2 - O Ataque Final (1994)


Um dos filmes mais inesquecíveis de Hitchcock é ‘Os Pássaros’ de 1963, um filme que trás algo diferente de tudo que já foi visto antes. Algo que até então era inofensivo ao homem, se torna o seu pior inimigo, os pássaros. Nesse filme Melanie Daniels, uma jovem da cidade de São Francisco, vai até uma pequena cidade isolada da Califórnia, chamada Bodega Bay, atrás de um potencial namorado, Mitch Brenner. Mas na cidade começa de repente a acontecer fatos estranhos, pássaros de todas as espécies passam a atacar a população, em número cada vez maior e com mais violência, deixando todos aterrorizados. Com várias referências e críticas sobre o ser humano, o filme acaba sendo simples, assustador e genial, pelo menos para a época que fora lançado. O fato é que estamos falando de um filme atemporal onde nos dias atuais é uma grande referência das obras de Hitchcock, quando o assunto é ‘animais assassinos’.


Bem, porém não estou aqui para falar do original, mas sim de sua sequência lançada 31 anos depois, intitulado de ‘The Birds 2 Land's End’ ou  ‘Os Pássaros 2 O Ataque Final’. A minha proposta aqui não é exaltar o original em detrimento dessa continuação que é inferior a ele sim, mas não é ruim ou péssimo, na verdade, é um filme ‘caça níquel’ que tentou, mas não conseguiu fazer o que Hitchcock fez lá em 63, mas isso não quer dizer que o filme não tenha algo de interessante para mostrar. Em 94, Hitchcock já estava embaixo da terra, e Birds 2 acabou sendo dirigido por Rick Rosenthal, diretor de ‘Halloween 2’, e que também já trabalhou na criação de alguns episódios das séries: “Buffy”, “Smallville’ e  ‘Veronica Mars’.

Na história, o professor de biologia e veterano da Guerra Civil da Somália, Ted Hocken (Interpretado por Brad Johnson) e sua esposa, Mary Hocken (interpretada por Chelsea Field) chegam a Gull Island com suas duas filhas para passar as férias num local tranquilo e perto da praia após a morte de seu filho. Porém são surpreendidos por uma série de pássaros das mais variadas espécies que começam a atacar a população da ilha. Na medida em que os ataques vão se intensificando, Ted e um grupo de moradores tentam convencer o prefeito de que há algo de errado com as aves antes que a situação fuja do controle.


Como disse acima, ‘Os Pássaros 2’ é um caça níquel totalmente desnecessário, com atores fazendo o pior trabalho possível, parece que o elenco decorou as falas e só estão repetindo tudo sem qualquer tipo de expressão, principalmente o protagonista Ted que é o típico mocinho bom samaritano.  Apesar desses problemas, não acho esse filme de todo ruim não, chego até a me divertir assistindo ele, e sim, assisti mais de três vezes. O ataque das aves é bem legal e temos algumas cenas bem interessantes como o ataque no farol, o ataque no quarto das meninas quando a janela é aberta, a o ataque final na cidade.

Uma coisa que não suporto que façam nos filmes, fizeram aqui. Trouxeram a Tippi Hedren (Atriz que interpretou Melanie Daniels no filme original) interpretando outra personagem com uma participação reduzida, no caso, o papel de Helen, uma moradora local. Esse tipo de coisa, para mim, não faz sentido algum, se fosse uma homenagem ou referencia ou até mesmo uma brincadeira da equipe de produção, poderia ser relevado, mas não é o que acontece em Birds 2. A própria atriz já alegou em 2002 durante uma entrevista sobre o longa: ”É absolutamente horrível. Isso me envergonha horrivelmente". E é isso, apesar da atriz do original, não é uma sequela direta do mesmo.


Sendo sincero, acredito que o maior problema e erro dele é ser uma sequência da película de Hitchcock onde para muitos a comparação é inevitável, e se realmente compararmos, vamos notar que o longa de 63 é muito superior a esse. Mas, se o filme se chamasse 'O Mistério dos Pássaros de Gull Island', aposto que não seria tão ruim assim, principalmente para quem ama 'The Birds'.

Por isso, para quem não viu, eu aconselho que assista sem pensar que é uma sequência, e tenha em mente que você vai ver um filme feito para a televisão, ou seja, sem a pretensão de ser uma obra prima como o original foi, se você fizer isso, pode ser até que você se divirta. Por outro lado, para quem já viu e acha ruim, precisa ver 'Birdemic: Shock and Terror' de 2008 para ver o que é filme ruim de verdade sobre pássaros assassinos. Nota: 4,5.

Obs: Uma curiosidade desse filme é que a casa usada como locação para o enredo é a mesma do original de Alfred Hitchcock.
poster
ficha técnica
Título Original: The Birds II: Land's End
Ano: 1994 • Duração: 99 minutos
Direção: Rick Rosenthal, Alan Smithee
Roteiro: Ken Wheat, Jim Wheat, Robert Eisele
Elenco: Brad Johnson, Chelsea Field, James Naughton, Jan Rubes, Tippi Hedren, Stephanie Milford, Megan Gllacher, Richard K. Olsen
Sinopse: Ted e Mary Hocken chegam a Gull Island para passar as férias de verão com as duas filhas e são surpreendidos pela fúria de milhares de pássaros, que se revoltam contra os humanos.

Um comentário:

  1. Janerson6/08/2018

    Sim, um filme típico de Sessão da Tarde ou, Sessão Cinema. Personagens mau intetpretados e sem relevância. O que dizer de um veterano de guerra aceitar passivamente o flerte entre sua bela mulher e um habitante local? E o prefeito parece ter saído de um roteiro de comédia tal sua inépcia e comportamento nonsense, sem mencionar o fato de ser um glutão. Mesmo assim dá para assim sem maiores exigências e sem sensação de perda de tempo. Abraço

    ResponderExcluir