Crítica: Trabalhar Cansa (2011) - Sessão do Medo

20 de junho de 2018

Crítica: Trabalhar Cansa (2011)


Num país onde grande parcela das produções cinematográficas são comédias e dramas, fazer terror é um desafio. Pelo menos era há mais ou menos uma década. Desde 2010, houve uma demanda maior e é notável o esforço que as produtoras estão exercendo ao trazer o gênero de volta. E Trabalhar Cansa é um dos responsáveis por isso. A dupla de diretores Juliana Rojas e Marco Dutra ganharam uma projeção internacional com seu primeiro longa, que foi exibido na mostra Un Certain Regard no Festival de Cannes em 2011. Seu filme explora a classe média brasileira e as lutas que ela enfrenta para se manter no mercado de trabalho, mas sem se tornar um dramalhão, ainda flerta com elementos fantásticos. Graças à boa visão dos diretores, o filme acaba se tornando extremamente atmosférico e é impossível não se envolver.

Esta crítica social é contada através de uma família paulistana. Otávio (Marat Descartes) é demitido logo quando sua esposa Helena (Helena Albergaria) planeja abrir uma pequena mercearia. Pegos de surpresa, o casal resolve seguir em frente com o plano mesmo com as dificuldades que podem vir. Helena contrata Paula (Naloana Lima), uma empregada, para ajudar com a casa e com sua filha, já que a mesma terá que ficar no trabalho o dia inteiro.

Não bastasse a imprevisibilidade de uma nova oportunidade de emprego para Otávio, acostumado a ser o "homem da casa" e provedor de renda, Helena ainda se depara com estranhos acontecimentos que ameaçam a prosperidade do seu negócio. Enquanto lida com todos os problemas, Helena começa a se tornar uma pessoa diferente...


Um terror centrado e longe de explorar as convencionalidades do mainstream, Trabalhar Cansa sabe qual é o seu público e também é importante que o público saiba que tipo de filme está assistindo para depois não sair comentando asneiras. Com uma criatividade impressionante, a dupla de paulistas fazem uma grande estréia na direção trazendo um filme original e imersivo. O suspense constante e a familiaridade que sentimos com personagens, por ser uma realidade próxima à nossa, contribuem para que o espectador (pelo menos o brasileiro) tenha uma conexão especial com a obra. Mas é óbvio que a nacionalidade não cria limites já que Hard Labor (título internacional) arrancou elogios das plateias estrangeiras.

Um drama com requintes fantásticos, Trabalhar Cansa é uma ótima interpretação da crise enfrentada por uma família suburbana, de classe-média. As altas esperanças, as dúvidas e também as frustrações são medos que acabam atingindo não só os personagens, mas o público e isto é essencial. Quem procura um filme de terror mais literal pode se decepcionar com a produção, portanto é necessário que vejam de mente aberta. Deixem a história ser contada.


Já vi também críticas de outras produções nacionais sobre as atuações, onde muito se reclamam da falta de verossimilidade que os atores passam. Felizmente, não é o caso do elenco de Trabalhar Cansa. A naturalidade está bastante presente e não só os atores são responsáveis por isso, mas é preciso dar mais um aplauso para Rojas e Dutra. 

Trabalhar Cansa acabou sendo apenas o primeiro de vários longas da dupla - seja em parceria ou em carreira solo. Rojas dirigiu o musical macabro Sinfonia da Necrópole (2014), o conto sobre um aprendiz de coveiro que nutre uma paixão por sua colega de trabalho. Dutra dirigiu o sobrenatural Quando Eu Era Vivo (2014), sobre um homem que volta a morar com seu pai e descobre segredos obscuros sobre a falecida mãe; e O Silêncio do Céu (2016), um drama sobre um casal que lida de maneiras diferentes com um estupro. Juntos, eles se reuniram para dirigir As Boas Maneiras (2018), um dos filmes mais comentados do ano. Um terror elogiado nacional e internacionalmente que definitivamente ganhará um post singelo aqui no site. Por enquanto, a filmografia da dupla é uma ótima iniciativa para quem deseja conhecer o terror nacional e quem sabe se aventurar em outras produções menos conhecidas!
poster
ficha técnica
Título Original: Trabalhar Cansa
Ano: 2011 • Duração: 99 minutos
Direção: Juliana Rojas, Marco Dutra
Roteiro: Juliana Rojas, Marco Dutra
Elenco: Helena Albergaria, Marat Descartes, Naloana Lima
Sinopse: Helena, jovem dona de casa, decide montar o seu primeiro negócio: uma mercearia de bairro. Contrata então Paula para tratar da filha e da casa. Mas quando Otávio, o marido de Helena, fica desempregado, as relações entre os três personagens mudam de repente. Acontecimentos inquietantes começam então a ameaçar o comércio de Helena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário